Influência dos fatores bióticos e abióticos na sobrevivência de eucalipto em função do solo e do manejo de viveiro

Jane Luísa Wadas Lopes, João Carlos Cury Saad, Iraê Amaral Guerrini, Cristiano Freitas Lopes

Resumo


Avaliou-se a influência dos fatores bióticos e abióticos na sobrevivência de plantio de um clone de Eucalyptus grandis vs. Eucalyptus urophylla em função dos substratos, do manejo hídrico e dos solos. As mudas foram produzidas em diferentes substratos e, durante a fase de rustificação, com diferentes manejos hídricos por subsuperfície: F1 – irrigado uma vez ao dia, F2 – irrigado duas vezes ao dia, F3 – irrigado três vezes ao dia, F4 – irrigado quatro vezes ao dia e FD – mantido em irrigação, até o plantio aos 90 dias em dois solos, um arenoso e um argiloso. Foram realizadas avaliações dos fatores bióticos (pragas e doenças) e abióticos (manutenção florestal), que podem afetar a sobrevivência das mudas por meio de censo aos 15 e aos 30 dias após o plantio. Os resultados indicaram que os fatores testados foram pouco influenciados pelo manejo hídrico de viveiro e, de modo geral, pelos solos e substratos, exceto o fator déficit hídrico que foi afetado pelo substrato. As mudas em substrato com mistura de casca de arroz carbonizada e vermiculita mostraram-se mais susceptíveis ao déficit hídrico do que as de Plantmax estacas® no solo argiloso aos 15 dias após o plantio. Contudo, o déficit hídrico e a ação das formigas cortadeiras indicaram à necessidade de replantio em ambos os locais de plantio.


Palavras-chave


Substrato; Irrigação; Produção de mudas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n2p29

Direitos autorais 2011 Jane Luísa Wadas Lopes, João Carlos Cury Saad, Iraê Amaral Guerrini, Cristiano Freitas Lopes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.