Atividade reprodutiva do peixe-espada, Trichiurus lepturus (Teleostei, Trichiuridae), vulnerável à pesca de pequena escala no extremo-norte do litoral de Santa Catarina, Brasil

Soraya Vitório Del Puente, Paulo de Tarso Chaves

Resumo


O peixe-espada, Trichiurus lepturus, foi investigado nos desembarques da pesca de pequena escala realizada no litoral norte de Santa Catarina, objetivando avaliar época e artes em que a pesca incide sobre indivíduos em reprodução. Analisaram-se 398 exemplares, amostrados entre agosto de 2006 e agosto de 2007, provenientes das três artes mais praticadas na região: fundeio, caceio e arrasto. Fêmeas são maiores que machos, o que torna as redes de emalhe mais seletivas para aquele sexo que o arrasto. Estimou-se que fêmeas maturam pela primeira vez com 75,0cm, em média, enquanto machos com 64,0cm. Fundeio, caceio e arrasto são eficientes para indivíduos jovens e adultos, todavia indivíduos em reprodução foram registrados apenas nos dois primeiros. Ocorrência de fêmeas em hidratação pré-ovulatória e pós-desova, de machos maduros, e os valores elevados de Índice Gonadossomático (IGS), indicam que as pescas de fundeio e caceio atuam sobre indivíduos em atividade reprodutiva ao longo de todo o ano, com picos na primavera e no verão. Visto que no litoral norte de Santa Catarina o arrasto camaroeiro é interditado na primavera, recomenda-se reduzir a intensidade de uso de redes de emalhe durante a primavera e principalmente durante o verão, aliviando assim a pressão por pesca de indivíduos reprodutivos.


Palavras-chave


Reprodução; Primeira maturação; Desova; Peixe-espada; Sul do Brasil

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n2p77

Direitos autorais 2011 Soraya Vitório Del Puente, Paulo de Tarso Chaves

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.