Efeito de diferentes concentrações de salinas (NaCl) na sobrevivência de embriões de peixe – rei Odontesthes bonariensis e Odontesthes humensis

Autores

  • Sérgio Renato Noguez Piedras
  • Juvêncio Luís Osório Fernandes
  • Isadora Sobral Motoyama
  • Gabriel Bernardes Martins

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n3p235

Palavras-chave:

Concentração salina, Embriões, Odontesthes, Sobrevivência

Resumo

Embriões de Odontesthes bonariensis e Odontesthes humensis com oito dias após fertilização, foram submetidos a diferentes concentrações salinas (NaCl): 0, 5, 10, 20 e 30g.L-1. O controle de mortalidade foi diário, entre 8o e o 12o dias de incubação, quando os embriões completaram UTA (unidades térmicas acumuladas) de eclosão. A sobrevivência dos embriões de O. bonariensis não apresentou variação significativa nas salinidades entre zero e 20g.L-1, mas em salinidade 30g.L-1 todos os embriões morreram. O. humensis apresentou melhor sobrevivência em salinidade de 0 e 10g.L-1, indicando ser esta uma espécie menos tolerante a variações salinas do que O. bonariensis.

Biografia do Autor

Sérgio Renato Noguez Piedras

Laboratório de Ictiologia, Departamento de Zootecnia, FAEM
Universidade Federal de Pelotas, Pelotas – RS, Brasil
Campus Universitário do Capão do Leão, FAEM/UFPel
Caixa Postal 354, CEP 96010-970, Pelotas – RS, Brasil

Juvêncio Luís Osório Fernandes

Laboratório de Ictiologia, Departamento de Zootecnia, FAEM
Universidade Federal de Pelotas, Pelotas – RS, Brasil
Campus Universitário do Capão do Leão, FAEM/UFPel
Caixa Postal 354, CEP 96010-970, Pelotas – RS, Brasil

Isadora Sobral Motoyama

Laboratório de Ictiologia, Departamento de Zootecnia, FAEM
Universidade Federal de Pelotas, Pelotas – RS, Brasil
Campus Universitário do Capão do Leão, FAEM/UFPel
Caixa Postal 354, CEP 96010-970, Pelotas – RS, Brasil

Gabriel Bernardes Martins

Laboratório de Ictiologia, Departamento de Zootecnia, FAEM
Universidade Federal de Pelotas, Pelotas – RS, Brasil
Campus Universitário do Capão do Leão, FAEM/UFPel
Caixa Postal 354, CEP 96010-970, Pelotas – RS, Brasil

Downloads

Publicado

2009-06-20

Edição

Seção

Artigos