Efeito da utilização de mananoligossacarídeo e enzimas sobre os parâmetros ósseos de frangos de corte

Maria Cristina de Oliveira, Rodrigo Antônio Gravena, Rafael Henrique Marques, Eliana Aparecida Rodrigues, Vera Maria Barbosa Moraes

Resumo


Foram avaliados os teores de minerais, o peso, a morfometria, a resistência à quebra e a densidade tibiais (epífises proximal e distal, diáfise e densidade média) de frangos alimentados com dietas suplementadas ou não com mananoligossacarídeos (MOS) e/ou enzimas. Foram utilizadas 50 aves em delineamento inteiramente casualizado e arranjo fatorial 2 x 2 + 1, com dois níveis de MOS (0 e 0,1%/0,05%, de 1 a 21/22 a 42 dias), dois níveis de enzimas (0 e 0,05%) e uma dieta controle positivo com antibióticos, totalizando cinco tratamentos com cinco repetições. Aos 42 dias de idade, 50 frangos foram sacrificados para análise das tíbias. Não houve efeito (P >0,05) da interação controle positivo x fatorial e do fatorial MOS x enzimas sobre teores de P e matéria mineral, comprimento e densidade da epífise distal. A inclusão do MOS nas dietas aumentou os níveis de Ca (P <0,05). A suplementação enzimática reduziu (P <0,04) o peso, diâmetro e resistência à quebra das tíbias. A interação controle positivo x fatorial foi significativa (P <0,01) para a densidade óssea média e da diáfise. Aves que consumiram dietas sem aditivos possuíam tíbias com densidades menores do que as do tratamento controle positivo. Pode-se adotar dietas com níveis reduzidos de proteína bruta e energia metabolizável em 2%, suplementadas com MOS, sem efeitos negativos à qualidade óssea.


Palavras-chave


Aditivos; Aves; Prebiótico; Qualidade óssea

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n4p177

Direitos autorais 2011 Maria Cristina de Oliveira, Rodrigo Antônio Gravena, Rafael Henrique Marques, Eliana Aparecida Rodrigues, Vera Maria Barbosa Moraes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.