Armazenamento de sementes de Annona squamosa L.

Otoniel Magalhães Morais, Rosa Honorato de Oliveira, Sirleine Lima de Oliveira, Verônica Barbosa Santos, José Carlson Gusmão da Silva

Resumo


A pinheira é uma espécie de grande importância econômica. É reproduzida principalmente por sementes, apesar disso, trabalhos experimentais enfocando as condições ideais de armazenamento de suas sementes, principalmente no tocante a embalagem e ambiente, são quase inexistentes. Diante do exposto, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência dos diferentes tipos de embalagens e ambientes, e do período de armazenamento sobre sua germinação e vigor. O trabalho foi conduzido no Laboratório de Sementes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB – Campus de Vitória da Conquista, BA. As sementes foram acondicionadas em embalagens de papel e de plástico e mantidas em ambiente natural e na geladeira. As sementes foram armazenadas por zero, três, seis, nove e doze meses após a instalação do experimento. Foram avaliados o teor de água, a germinação e o vigor das sementes. Dentre os principais resultados, pode-se constatar que o período máximo de armazenamento das sementes de pinheira foi de seis meses. A embalagem de papel foi considerada a mais adequada independente do ambiente. Os maiores valores de germinação foram obtidos em embalagem de papel em condições ambientais.


Palavras-chave


Conservação de sementes; Embalagem; Pinheira

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n4p33

Direitos autorais 2011 Otoniel Magalhães Morais, Rosa Honorato de Oliveira, Sirleine Lima de Oliveira, Verônica Barbosa Santos, José Carlson Gusmão da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.