Crescimento e sobrevivência da vieira Nodipecten nodosus (Linnaeus, 1758), (Mollusca: Pectinidae) em diferentes estruturas de cultivo na Praia Grande do Bonete, Ubatuba, Estado de São Paulo

Autores

  • Rogerio Stojanov Bueno EMBRAPA
  • Helcio Luis de Almeida Marques EMBRAPA
  • Rafael Pasin Corrente Rangel Roma EMBRAPA

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p121

Palavras-chave:

Maricultura, Pectinídeos, Produção

Resumo

Projeções estatísticas indicam que a aquicultura representará 40% da produção mundial de pescado na próxima década. A vieira Nodipecten nodosus apresenta alto valor comercial e boa potencialidade de cultivo, todavia existem poucos estudos sobre o cultivo dessa espécie no Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de quatro estruturas de cultivo no crescimento e sobrevivência de vieiras cultivadas, além da facilidade de manejo (limpeza do “fouling” nas estruturas e nas vieiras). Os resultados mostraram que o crescimento foi significativamente maior na estrutura bo-net, com 57,6mm após 301 dias de cultivo, em relação às vieiras cultivadas nas outras estruturas outras estruturas. As sobrevivências registradas foram de 97,0% para a estrutura bo-net, 95,6% para as estruturas lanter-net e lanterna comum, e de 69,2% para a estrutura pearl-net. Ocorreram diferenças significativas na quantidade (peso úmido) de “fouling” incrustado nas diferentes estruturas, sendo a maior quantidade observada nas estruturas bo-net e lanter-net, porém essas diferenças não foram registradas para o peso seco. A estrutura lanter-net proporcionou incrustação de “fouling” significativamente maior nas vieiras. Conclui-se que as estruturas alternativas bo-net e lanter-net podem ser utilizadas, pois proporcionaram melhores valores de crescimento e sobrevivência das vieiras em cultivo.

Biografia do Autor

Rogerio Stojanov Bueno, EMBRAPA

Programa de Pós-graduação do Instituto de Pesca

Helcio Luis de Almeida Marques, EMBRAPA

Instituto de Pesca, APTA
Secretaria de Agricultura e Abastecimento
Avenida Francisco Matarazzo, 455, CEP 05001-900, São Paulo – SP, Brasil

Rafael Pasin Corrente Rangel Roma, EMBRAPA

Programa de Pós-graduação do Instituto de Pesca

Downloads

Publicado

2010-04-26

Edição

Seção

Artigos