Cryptosporidium spp. em furão (Mustela putorius furo) no sul do Brasil

Autores

  • Vinicius da Rosa Fanfa EMBRAPA
  • Matheus Hillard Farret EMBRAPA
  • Aleksandro Schafer da Silva EMBRAPA
  • Silvia Gonzalez Monteiro EMBRAPA

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p225

Palavras-chave:

Cryptosporidium, Mustela, Zoonose

Resumo

Este trabalho visou avaliar o parasitismo gastrintestinal em furão (Mustela putorius furo) mantido em cativeiro no sul do Brasil. Foram analisadas fezes de dois furões, macho e fêmea, com três anos de idade, através das técnicas de exame direto, centrífugo-flutuação com sulfato de zinco e a coloração pelo método de Kinyoun para pesquisa de parasitos. Nas amostras constatou-se a presença de oocistos de Cryptosporidium spp. Este caso refere-se ao primeiro registro deste protozoário em furão no Brasil.

Biografia do Autor

Vinicius da Rosa Fanfa, EMBRAPA

Curso de Medicina Veterinária

Matheus Hillard Farret, EMBRAPA

Curso de Medicina Veterinária

Aleksandro Schafer da Silva, EMBRAPA

Pós-graduação em Medicina Veterinária

Silvia Gonzalez Monteiro, EMBRAPA

Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Centro de Ciências da Saúde
Universidade Federal de Santa Maria
Campus Universitário, Camobi –Km 9, Prédio 20, sala 4232
CEP 97105-900, Santa Maria – RS, Brasil

Downloads

Publicado

2010-04-26

Edição

Seção

Artigos