Topografia do cone medular do quati (Nasua nasua Linnaeus, 1766)

Érika Branco, Guilherme Buzon Gregores, Carlos Alberto Palmeira Sarmento, Maria Angelica Miglino, Silvia Renata Gaido Cortopassi, Ana Flávia de Carvalho, Priscila Carvalho de Oliveira, Guilherme José Bolzani de Campos Ferreira, Rosa Maria Cabral, Emerson Ticona Fioretto

Resumo


A anestesia epidural é uma das técnicas anestésicas regionais mais utilizadas e com boa margem de segurança, sendo aplicada a mais de 80 anos através de inúmeras metodologias ensaiadas com o objetivo de anestesiar nervos espinhais da região lombar e sacral. Para tanto, faz-se necessário o conhecimento não só dos procedimentos anestésicos como também dos conhecimentos anatômicos da espécie a ser manipulada. Assim, este trabalho teve por objetivo determinar a topografia do cone medular do quati, subsidiando a realização de técnicas anestésicas nesta espécie de carnívoro silvestre. Foram utilizados três animais adultos, machos, provenientes do Criatório Científico – CECRIMPAS, da Faculdade de Medicina Veterinária do Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Bastos – UNIFEOB. Os animais foram fixados e dissecados em toda sua extensão medular. O cone medular tem sua base entre a 5ª e 6ª vértebras lombares e ápice na 3ª vértebra sacral, com comprimento total variando entre 5,2cm e 5,8cm. Assim, concluímos que o local mais adequado para a realização de anestesia epidural no quati é na região sacrocaudal.


Palavras-chave


Cone medular; Quati; Topografia vértebro-medular

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p173

Direitos autorais 2011 Érika Branco, Guilherme Buzon Gregores, Carlos Alberto Palmeira Sarmento, Maria Angelica Miglino, Silvia Renata Gaido Cortopassi, Ana Flávia de Carvalho, Priscila Carvalho de Oliveira, Guilherme José Bolzani de Campos Ferreira, Rosa Maria Cabral, Emerson Ticona Fioretto

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.