Ocorrência de muscóideos necrófagos em carcaça de Didelphis albiventris Lund, 1841 (Didelphimorphia, Didelphidae) no Rio Grande do Sul, Brasil

Autores

  • Vanessa Abelaira dos Anjos Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Departamento de Fitotecnia
  • Paulo Bretanha Ribeiro Universidade Federal de Pelotas, Instituto de Biologia, Departamento de Microbiologia e Parasitologia
  • Rodrigo Ferreira Krüger Universidade Federal de Pelotas
  • Ândrio Zafalon da Silva Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p211

Palavras-chave:

Animais silvestres, Calliphoridae, Entomologia forense

Resumo

As informações relativas quanto à similaridade da fauna colonizadora de animais silvestres em decomposição são incipientes entre os diferentes modelos de carcaças. É esperado que espécies que possuam tecidos e dietas alimentares diferentes ao morrerem sejam fontes de colonização de diferentes espécies necrófagas. Para a verificação desta hipótese foi acompanhada a decomposição de uma carcaça de Didelphis albiventris Lund, 1841 (Didelphimorphia, Didelphidae), encontrado morto por atropelamento. Foram criados 2.273 adultos a partir de imaturos coletados na carcaça, representados por espécies pertencentes á Calliphoridae, Muscidae, Sarcophagidae e Fanniidae, com dominância numérica de Lucilia eximia Wiedemann, 1819 (Diptera, Calliphoridae). Outras seis espécies foram encontradas junto de espécimes não identificados de Fanniidae. Todas as espécies encontradas são colonizadoras de modelos tradicionalmente utilizados para estudos de Entomologia Forense.

Biografia do Autor

Paulo Bretanha Ribeiro, Universidade Federal de Pelotas, Instituto de Biologia, Departamento de Microbiologia e Parasitologia

PAULO BRETANHA RIBEIRO CONCLUIU O DOUTORADO EM CIENCIAS BIOLOGICAS (ENTOMOLOGIA) PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA EM 1999. ATUALMENTE E PROFESSOR TITULAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. PUBLICOU 53 ARTIGOS EM PERIODICOS ESPECIALIZADOS E 105 TRABALHOS EM ANAIS DE EVENTOS. POSSUI 6 CAPITULOS DE LIVROS LIVRO PUBLICADOS. POSSUI 6 ITENS DE PRODUCAO TECNICA. PARTICIPOU DE 28 EVENTOS NO BRASIL. ORIENTOU 4 DISSERTACOES DE MESTRADO E CO-ORIENTOU 1, ALEM DE TER ORIENTADO 8 TRABALHOS DE CONCLUSAO DE CURSO NAS AREAS DE PARASITOLOGIA E ZOOLOGIA. RECEBEU 1 PREMIO E/OU HOMENAGEM. ATUALMENTE COORDENA 2 PROJETOS DE PESQUISA. ATUA NA AREA DE PARASITOLOGIA, COM ENFASE EM ENTOMOLOGIA E MALACOLOGIA DE PARASITOS E VETORES. EM SUAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS INTERAGIU COM 85 COLABORADORES EM CO-AUTORIAS DE TRABALHOS CIENTIFICOS. EM SEU CURRICULO LATTES OS TERMOS MAIS FREQUENTES NA CONTEXTUALIZACAO DA PRODUCAO CIENTIFICA, TECNOLOGICA E ARTISTICO-CULTURAL SAO: DIPTERA, DIVERSIDADE, FLUTUACAO POPULACIONAL, DESENVOLVIMENTO, MUSCIDAE, CALLIPHORIDAE, CONTROLE BIOLOGICO, EXIGENCIAS TERMICAS, OPHYRA ALBUQUERQUEI E BIOECOLOGIA.

Rodrigo Ferreira Krüger, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Licenciatura Plena Em Ciência Biológicas pela Universidade Católica de Pelotas (1998), mestrado em Ciências Biológicas (Entomologia) pela Universidade Federal do Paraná (2002) e doutorado em Ciências Biológicas (Entomologia) pela Universidade Federal do Paraná (2006). Atualmente é sócio da Sociedade Entomologica do Brasil, sócio da Sociedade Brasileira de Entomologia, editor de área da rbe da Sociedade Brasileira de Entomologia e professor adjunto da Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: diversidade, muscidae, entomologia forense, diptera e controle biológico.

Ândrio Zafalon da Silva, Universidade Federal de Pelotas

Atualmente é Graduando em Ciências Biológicas e aluno estagiário do Laboratório de Biologia e Taxonomia de Insetos da Universidade Federal de Pelotas. Possui experiência nas áreas de Parasitologia, Morfologia de Parasitos do Homem, Biologia e Controle de insetos de importância médico-veterinária, Criação de insetos em Laboratório e Entomologia Forense.

Downloads

Publicado

2010-04-08

Edição

Seção

Artigos