Ocorrência de muscóideos necrófagos em carcaça de Didelphis albiventris Lund, 1841 (Didelphimorphia, Didelphidae) no Rio Grande do Sul, Brasil

Vanessa Abelaira dos Anjos, Paulo Bretanha Ribeiro, Rodrigo Ferreira Krüger, Ândrio Zafalon da Silva

Resumo


As informações relativas quanto à similaridade da fauna colonizadora de animais silvestres em decomposição são incipientes entre os diferentes modelos de carcaças. É esperado que espécies que possuam tecidos e dietas alimentares diferentes ao morrerem sejam fontes de colonização de diferentes espécies necrófagas. Para a verificação desta hipótese foi acompanhada a decomposição de uma carcaça de Didelphis albiventris Lund, 1841 (Didelphimorphia, Didelphidae), encontrado morto por atropelamento. Foram criados 2.273 adultos a partir de imaturos coletados na carcaça, representados por espécies pertencentes á Calliphoridae, Muscidae, Sarcophagidae e Fanniidae, com dominância numérica de Lucilia eximia Wiedemann, 1819 (Diptera, Calliphoridae). Outras seis espécies foram encontradas junto de espécimes não identificados de Fanniidae. Todas as espécies encontradas são colonizadoras de modelos tradicionalmente utilizados para estudos de Entomologia Forense.


Palavras-chave


Animais silvestres; Calliphoridae; Entomologia forense

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p211

Direitos autorais 2011 Vanessa Abelaira dos Anjos, Paulo Bretanha Ribeiro, Rodrigo Ferreira Krüger, Ândrio Zafalon da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.