Ecologia e conservação do lagarto endêmico Tropidurus hygomi (Sauria: Tropiduridae) nas restingas do Litoral Norte da Bahia, Brasil

Autores

  • Karina Vieira Martins PPG em Diversidade Animal (UFBA)
  • Eduardo José dos Reis Dias Universidade Federal de Sergipe
  • Carlos Frederico Duarte da Rocha UERJ

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n4p71

Palavras-chave:

Conservação, Endemismo, Lagarto, Restinga, Tropidurus hygomi

Resumo

As restingas são habitats herbáceos/arbustivos de dunas de areia cobrindo grande parte do litoral do Estado da Bahia. O nível de fragmentação do ecossistema de restinga, especialmente na região nordeste do Brasil, é preocupante ao se considerar que a destruição e a fragmentação dos habitats naturais são os principais fatores responsáveis pela redução da diversidade por eventos de extinção. O presente estudo, realizado nas restingas de Costa Azul, Baixio, Guarajuba e Abaeté no Litoral Norte do Estado da Bahia, teve como objetivo demonstrar se o estado de conservação do ambiente de restinga pode interferir na utilização de microhabitat pelo lagarto endêmico Tropdurus hygomi. Os resultados demonstraram que os recursos de microhabitat utilizado por T. hygomi não diferiram signifi cativamente entre as quatro áreas de restingas estudadas. Neste trabalho foram encontrados nas quatro áreas de restingas diversos fatores de degradação que indiretamente podem afetar o status de conservação do lagarto T. hygomi. Este lagarto é uma espécie heliófi la que utiliza os tipos mais comuns de microhabitats em ambiente de restinga, no entanto o seu status de conservação, pelo seu grau de endemicidade, está estreitamente ligado à conservação das restingas do Litoral Norte da Bahia.

Biografia do Autor

Karina Vieira Martins, PPG em Diversidade Animal (UFBA)

Licenciada em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Jorge Amado, atualmente atua como colaboradora do Núcleo Regional de Ofiologia e Animais peçonhentos da Bahia (NOAP/ UFBA), auxiliar de curadoria da coleção de lagartos do Museu de Zoologia da Universidade Federal da Bahia (MZUFBA) e mestranda em Diversidade Animal (UFBA). Atua na área de taxonômia e história natural de lagartos brasileiros.

Eduardo José dos Reis Dias, Universidade Federal de Sergipe

Doutor e Mestre em Ciências (Área de Concentração em Ecologia) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Sergipe. Tem bolsa de produtividade do CNPq, sendo atualmente Pesquisador 2F. Credenciado como Orientador no Programa de Pós-Graduação em Diversidade Animal da Universidade Federal da Bahia (UFBA). É colaborador Pesquisador do Núcleo de Ofiologia e Animais Peçonhentos da UFBA. Faz parte dos Grupo de pesquisa deste Núcleo e do Grupo de Vertebrados Terretres do IB/UERJ. É colaborador do Instituto de Pesquisas e Conservação da Biodiversidade dos Ecossistemas Brasileiros - Instituto Biomas. Tem experiência na área de Zoologia de Vertebrados, Ecologia de Populações e Comunidades de Vertebrados Terrestres, Comportamento Animal e História Natural de Répteis e em Biologia da Conservação atuando principalmente com a Herpetofauna.

Carlos Frederico Duarte da Rocha, UERJ

Doutor e Mestre em Ecologia na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) com tese na área de Ecologia Animal (Herpetologia), Gradudado e Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É pesquisador do CNPq desde 1994, sendo atualmente Pesquisador 1-A. É professor Adjunto do Departamento de Ecologia do Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes da UERJ, onde leciona e pesquisa desde 1988. Na UERJ, é coordenador do Laboratório de Ecologia de Vertebrados, sendo, desde 1996, Procientista dessa instituição. É líder do Grupo de Pesquisa em Ecologia de Vertebrados Tropicais do CNPq (GRPesq). Foi Coordenador adjunto da Pós-graduação em Biologia da UERJ de 1998 a 2003, foi Coordenador Adjunto da Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da UERJ de 2006 a 2009. Atualmente é Coordenador do Programa de PG em Ecologia e Evolução (2010-2012). É professor dos Programas de Pós-graduação em Biologia PGB/UERJ), da PG em Meio Ambiente (PGMA/UERJ), do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução na UERJ (PPGEE/UERJ) e do Programa PG em Ecologia na UFRJ. Atuou como Professor orientador no Programa PG em Ecologia da UNICAMP de 1993 a 2008. Foi Coordenador do Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (CEADS) da UERJ na Ilha Grande e, foi membro titular do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica no Estado do Rio de Janeiro de 2002 a 2008. É membro do Comitê Executivo Mundial de Herpetologia desde 2002, com mandato até 2012. Em 2002 recebeu prêmio de Excelência 'em Biologia Tropical (Award of Excellence in Tropical Biology), condedido pela Association for Tropical Biology dos Estados Unidos. Foi membro suplente do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) do Ministério do Meio Ambiente de 2001 a 2004, representando a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Foi Membro do Comitê Assessor de Ecologia e Limnologia (CA-EL) do CNPq de 2006 a 2008 (suplente) e Titular de 2008 a 2010.

Downloads

Publicado

2010-01-01

Edição

Seção

Artigos