Morfologia da árvore brônquica de pulmões de quatis (Nasua nasua, Linnaeus, 1966).

Amilton Cesar dos Santos, Bruno Machado Bertassoli, Vanessa Cristina Oliveira, Aline Fernanda de Souza, Ricardo Alexandre Rosa, Ana Flávia Carvalho, Celina Almeida Furlanetto Mançanares

Resumo


O quati (Nasua nasua) é um procionídeo de hábito: diurno, terrestre e arborícola. Esses animais forrageiam extensivamente no chão e utilizam as árvores para nidificarem, repousarem durante a noite e se refugiarem. Sua dieta é onívora, consomem pequenos invertebrados, frutos, néctar, pequenos vertebrados, ovos e vegetais. O objetivo deste trabalho foi caracterizar microscopicamente a árvore brônquica do quati. Foram utilizados quatro quatis adultos (dois machos e duas fêmeass) provenientes do Criatório Científico CECRIMPAS- UNIfeob (IBAMA-02027.003731/04-76)fixados em formaldeído a 10%, provenientes de outras pesquisas realizadas na instituição referida. Constatou-se que microscopicamente a árvore brônquica do quati é semelhante a dos demais mamíferos descritos na literatura consultada, possuindo grandes variações em sua arquitetura conforme a árvore brônquica se ramifica, decrescendo em diâmetro e espessura de suas paredes.


Palavras-chave


Brônquio; Bronquíolo; Epitélio; Alvéolos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n2p75

Direitos autorais 2011 Amilton Cesar dos Santos, Bruno Machado Bertassoli, Vanessa Cristina Oliveira, Aline Fernanda de Souza, Ricardo Alexandre Rosa, Ana Flávia Carvalho, Celina Almeida Furlanetto Mançanares

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.