Estudo morfológico dos músculos do antebraço de cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas (Atelocynus microtis) e cachorro-do-mato (Cerdocyon thous)

Mônica Guedes Riehl Vaz, Ana Rita de Lima, Ana Carla Barros de Souza, Luiza Corrêa Pereira, Érika Branco

Resumo


Atelocynus microtis e o Cerdocyon thous, são mamíferos da família Canidae com distribuição geográfica e hábitos diferenciados. O primeiro animal é uma espécie encontrada em grande parte da Bacia Amazônica no Brasil, Peru, Colômbia, Equador e provavelmente Venezuela, sendo animal de hábitos noturnos e de vida solitária, já o cachorro-do-mato apresenta distribuição na Colômbia, Venezuela, Suriname, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Brasil e Norte da Argentina, com hábitos noturnos e os casais formados tendem a ficar juntos por um longo período. Trata-se de espécies com notório interesse de estudo, com ampla distribuição no Brasil, assim, estudos morfológicos representam um fator importante para a preservação e proteção já que relatos do cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas são raros como sua presença em cativeiros, já o cachorro-do-mato é mais encontrado em cativeiros. Neste estudo utilizamos um animal de cada espécie, proveniente de Paragominas-PA, sob autorização SEMA-PA Nº 455/2009 e 522/2009, doados à UFRA após óbito por causas naturais. Os animais foram fixados em solução formol a 10%, dissecados para descrição morfológica dos músculos flexores e extensores, resultando nos mesmos grupos musculares encontrados em outros carnívoros descritos anteriormente, contribuindo  desta forma, com o estudo da morfologia, favorecendo o tipo de abordagem para possíveis procedimentos cirúrgicos ortopédicos nesta espécie.


Palavras-chave


Anatomia; Sistema locomotor; Carnívoros selvagens

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n4p121

Direitos autorais 2011 Mônica Guedes Riehl Vaz, Ana Rita de Lima, Ana Carla Barros de Souza, Luiza Corrêa Pereira, Érika Branco

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.