Avaliação de métodos para superação de dormência na germinação de Ormosia arborea (Vell.) Harms

Walquíria Fernanda Teixeira, Evandro Binotto Fagan, Derblai Casaroli, Sabrina de Carvalho Canedo, Kamilla Alves Barbosa

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de diferentes métodos de quebra de dormência e da luminosidade na germinação de Ormosia arborea. Foram utilizados oito tratamentos de quebra de dormência: embebição em água por 72 horas; escarificação química com ácido sulfúrico 100% ; escarificação mecânica + embebição por 24 horas  e um grupo controle, sendo que, cada um destes tratamentos foi realizado com fotoperíodo de 12 horas e com fotoperíodo de 0 horas. As sementes foram submetidas aos tratamentos de luminosidade durante o período do teste de germinação, em duas câmaras de germinação do tipo B.O.D. Utilizou-se o delineamento  inteiramente casualizado, com quatro repetições. Não foram verificadas interações significativas entre os tratamentos. Maiores percentagens de germinação foram observadas nos tratamentos com escarificação química. Tanto as sementes submetidas ao tratamento de fotoperíodo de 12 horas quanto as sementes submetidas a zero horas de fotoperíodo, germinaram; entretanto, as sementes do tratamento sem luz  apresentaram velocidade de germinação e percentagem de germinação menor que as sementes colocadas para germinar na presença de fotoperíodo.  Concluiu-se que as sementes de Ormosia arborea apresentam maiores percentuais de germinação quando submetidas à escarificação química em condições de luminosidade.


Palavras-chave


Ormosia arborea; Dormência de sementes; Luz

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n4p25

Direitos autorais 2011 Walquíria Fernanda Teixeira, Evandro Binotto Fagan, Derblai Casaroli, Sabrina de Carvalho Canedo, Kamilla Alves Barbosa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.