Proposta conceitual de estudo para a integração e gerenciamento do uso de marcadores bioquímicos de contaminação ambiental

Vera Lúcia de Castro, Claudio Martin Jonsson

Resumo


A agricultura sustentável prioriza o uso racional da terra e da biota. Para tanto, é necessária a compreensão da interação entre os insumos agrícolas e os ecossistemas. Porém, há carência de métodos de fácil acesso para a verificação de contaminação ambiental por muitos desses produtos, como os agrotóxicos e de suas misturas. A aplicação de métodos alternativos no monitoramento de áreas degradadas pode gerar vantagens econômicas quando comparados à implementação de protocolos de análise que utilizam métodos de alto custo que demandam maior tempo de análise. Uma vez que a saúde ambiental pode ser avaliada por meio de estudos com indicadores biológicos, a abordagem aqui apresentada objetiva discutir alguns aspectos a respeito do monitoramento de risco ambiental com organismos não-alvo sentinela, focando parâmetros bioquímicos. Tais parâmetros evidenciariam que o agrotóxico penetrou no organismo e ocasionou uma resposta a um efeito de acordo com a dose ou o tempo de exposição. Esses parâmetros poderão ser utilizados como indicadores biológicos bioquímicos em programas de monitoramento ambiental devido à identificação precoce de alterações. Os resultados obtidos de seu uso poderão ser utilizados para subsidiar políticas relacionadas ao gerenciamento de riscos ambientais.


Palavras-chave


Agrotóxicos; Árvore de decisão; Enzimas; Indicadores biológicos; Monitoramento ambiental

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n1p159

Direitos autorais 2012 Vera Lúcia de Castro, Claudio Martin Jonsson

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.