Análise do banco de sementes e da fertilidade do solo como ferramentas para recuperação de áreas perturbadas

Janaína Oliveira da Silva, Evandro Binotto Fagan, Walquíria Fernanda Teixeira, Marília Caixeta de Sousa, Juliana Rosa Silva

Resumo


A capacidade de perpetuação das espécies de uma floresta depende da viabilidade do banco de sementes e fertilidade do solo. Este trabalho teve como objetivo analisar a estrutura do banco de sementes e as condições do solo como ferramentas para recuperação de uma área perturbada do Parque Municipal do Mocambo de Patos de Minas, MG. O local foi dividido em três áreas sendo que, em cada área, foram selecionadas aleatoriamente nove parcelas de 10x30m (300m2) e em cada uma dessas parcelas foram coletadas amostras de solo em três pontos e três profundidades diferentes. A metade destas amostras foi mantida sobre a irradiação de luz e o restante no escuro. Uma amostra do solo de cada área foi coletada para se verificar a fertilidade do solo. Observou-se dominância de espécies herbáceas pioneiras nas emergências. O maior índice de emergência foi encontrado na profundidade de 0 a 10cm. O solo mostrou-se com deficiência em potássio e fósforo, sendo que nos demais nutrientes analisados os valores encontravam-se muito bons. Conclui-se que, em longo prazo, essa área consiga se regenerar naturalmente, e é possível também acelerar esse processo com a introdução de espécies nativas e de dispersores naturais.


Palavras-chave


Análise do Solo; Emergência; Parque Mocambo; Regeneração

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n1p23

Direitos autorais 2012 Janaína Oliveira da Silva, Evandro Binotto Fagan, Walquíria Fernanda Teixeira, Marília Caixeta de Sousa, Juliana Rosa Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.