Descrição da artéria celíaca em pombos domésticos (Columba livia)

Autores

  • Marcelo Ismar Santana Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília
  • Cibele Geeverghese Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília
  • Anne Caroline de Oliveira Barbosa Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília
  • Marcelle dos Santos Lemos Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília
  • Gabriel Batista de Oliveira Borges Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília
  • Eduardo Maurício Mendes de Lima Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n2p125

Palavras-chave:

artéria celíaca, pombo doméstico, Columba livia, origem, distribuição

Resumo

O presente estudo objetivou definir a origem e a distribuição da artéria celíaca e de seus ramos colaterais em 15 aves da espécie Columba livia, cedidas pelo Centro de Controle de Zoonoses de Brasília. Com a finalidade de marcar o sistema arterial dos espécimes, o tronco braquiocefálico esquerdo foi canulado e injetado com solução aquosa de látex corado. Posteriormente, procedeu-se a fixação das aves com solução aquosa de formol 10% e a dissecação com instrumentos adequados, obtendo-se os resultados a seguir. A artéria celíaca originou-se da face ventral da aorta descendente. O primeiro ramo colateral surgiu da própria artéria celíaca, constituindo a artéria esofágica. Posteriormente, artéria celíaca se bifurcou em dois ramos, denominados ramo esquerdo da artéria celíaca e ramo direito da artéria celíaca. O ramo esquerdo emitiu a artéria proventricular ventral, seguida das artérias esplênicas, da artéria proventricular dorsal e da artéria hepática esquerda. Por fim, o ramo esquerdo se bifurcou, originando as artérias gástricas ventral e esquerda. O ramo direito emitiu a artéria hepática direita, seguida da artéria ileal e da artéria gástrica direita. Por fim, o ramo direito prosseguiu como artéria pancreaticoduodenal. Os achados deste trabalho apresentaram grande similaridade com as linhagens de aves da espécie Gallus gallus, exceto pela ausência da artéria ileocecal, de ramos císticos e da artéria gástrica dorsal.

 

Biografia do Autor

Marcelo Ismar Santana, Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Professor Adjunto do Laboratório de Anatomia Veterinária Da FAV UnB

Cibele Geeverghese, Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Anne Caroline de Oliveira Barbosa, Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Marcelle dos Santos Lemos, Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Gabriel Batista de Oliveira Borges, Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Eduardo Maurício Mendes de Lima, Laboratório de Anatomia Veterinária da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília

Professor Adjunto do Laboratório de Anatomia Veterinária Da FAV UnB

Downloads

Publicado

2012-03-26

Edição

Seção

Artigos