Amebas testáceas: ocorrência e distribuição Baía de Iguape/BTS – Bahia, Brasil

Cláudia Ferreira Cruz

Resumo


A Baía de Iguape (12º00’ – 13º00’S e 38º30’ – 39º30’) é uma região estuarina está localizada na foz do rio Paraguaçu, no interior da Baía de Todos os Santos (BTS), Bahia, Brasil. Situada a 30km a jusante da Barragem Pedra do Cavalo, a segunda maior barragem no Brasil. A qualidade das águas está sob forte influência da maré oceânica, originada da BTS e das descargas do rio Paraguaçu. Esta área foi escolhida para o presente estudo, devido a sua complexidade ambiental. Nela, os estresses naturais típicos das zonas parálicas encontram-se intensificados pela presença de vários fatores abióticos, destacando-se as correntes oceânicas e as variações de vazão da descarga fluvial estabelecidas, principalmente, pela represa Pedra do Cavalo. Foram determinadas as densidades de amebas testáceas vivas e mortas, por volume de sedimento, identificando as espécies, calculados o índice de diversidade, a constância, a equitatividade, a riqueza, as quantificações e qualificações dos estados de preservações das testas nos perfis e análise sedimentológica.



Palavras-chave


Amebas testáceas; Barragem; Maré; Região estuarina; Sedimentos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p1

Direitos autorais 2012 Cláudia Ferreira Cruz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.