Agrobiodiversidade nos quintais e roçados ribeirinhos na comunidade Boca do Môa – Acre

Autores

  • Williane Maria de Oliveira Martins Instituto Federal do Acre
  • Lilliane Maria de Oliveira Martins instituto Federal do Acre
  • Fabiano Silveira Paiva Instituto Federal do Acre
  • Wilton José de Oliveira Martins
  • Sebastião Ferreira Lima Júnior

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p111

Palavras-chave:

Amazônia, Comunidades tradicionais, Recursos vegetais

Resumo

Os roçados e quintais ribeirinhos representam uma alternativa sustentável de produção alimentícia e medicinal para as comunidades tradicionais da Amazônia, principalmente no que se refere à diversidade de produtos e à geração de renda. Considerando as funções ecológicas e sociais desses espaços, o objetivo deste trabalho foi analisar a agrobiodiversidade desses ambientes na comunidade Boca do Môa, município de Cruzeiro do Sul, Acre. A coleta dos dados foi realizada através de entrevistas participativas, formais e indutivas seguindo um questionário semiestruturado com questões abertas, além de visitas in loco. Os roçados apresentam diversas espécies na mesma área, sendo a mandioca o principal cultivo. Os quintais possuem arranjos espaciais de espécies alimentícias, destacando-se frutíferas e hortaliças, além de plantas medicinais. Assim, tanto os quintais quanto os roçados auxiliam na subsistência e na renda das famílias ribeirinhas dessa comunidade.

Biografia do Autor

Williane Maria de Oliveira Martins, Instituto Federal do Acre

Docente do Instituto Federal do Acre

Lilliane Maria de Oliveira Martins, instituto Federal do Acre

Docente do Instituto Federal do Acre

Wilton José de Oliveira Martins

Graduando de Agronomia da Universidade Federal do Acre

Sebastião Ferreira Lima Júnior

Graduando de Agroecologia do Instituto Federal do Acre

Downloads

Publicado

2012-06-08

Edição

Seção

Artigos