Período de armazenamento e da massa na germinação de sementes de mangueira da variedade Carabao

Juliana Altafin Galli, Maria Beatriz Bernardes Soares, Antonio Lucio Melo Martins

Resumo


A mangueira é considerada uma espécie que produz sementes recalcitrantes, que possuem problemas com o armazenamento. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do período de armazenamento e da massa na germinação de sementes de mangueira Carabao. Os frutos foram colhidos e os caroços colocados para secar. As sementes foram pesadas e separadas em duas classes: I, com massa de até 19,0g, e II, acima de 19,0g, tratadas com Thiabendazol 60%, embaladas em sacos transparentes de polietileno perfurados, e mantidas no laboratório. As sementes foram postas para germinar diretamente em sacos plásticos. Na análise estatística utilizou-se o delineamento em blocos casualizados, com quatro repetições, que consistiram de cinco períodos de armazenamento: 0 (zero), 7, 14, 21 e 28 dias. Também foi realizada a análise de regressão. Devido ao pequeno número de sementes com massa inferior a 19,0g, a germinação com separação de classes foi realizada somente nos períodos de zero e sete dias de armazenamento. Concluiu-se que as sementes de manga da variedade Carabao, tratadas com fungicida, apresentam melhor desempenho semeadas após sete dias de armazenamento em sacos de polietileno e que a massa das sementes de manga influi positivamente na sua germinação.




Palavras-chave


Mangifera indica L.; Sementes recalcitrantes

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p129

Direitos autorais 2012 Juliana Altafin Galli, Maria Beatriz Bernardes Soares, Antonio Lucio Melo Martins

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.