Sensibilidade de sementes de hortaliças na avaliação da qualidade da água em bioensaios

Cristina Copstein Cuchiara

Resumo


Pelo fato de sementes tolerarem níveis de estresse e por suas funções vitais estarem correlacionadas com o ambiente, este estudo teve como objetivo avaliar a alface e a cebola como bioindicadores para testar qualidade da água e os parâmetros para avaliar a qualidade de água variam de acordo com as estações do ano. Foram realizados testes de primeira contagem, germinação e índice de velocidade de germinação, assim como análises de crescimento da parte aérea e do sistema radicular e índice mitótico em sementes cultivadas em águas do Arroio Padre Doutor, sul do Brasil. Para alface, a primeira contagem, germinação e índice de velocidade de germinação no verão e a análise de crescimento na primavera, inverno e outono apresentaram diferença entre as amostras testadas e o controle (p<0,05). Já o índice mitótico apresentou diferença somente na primavera (p<0,05). Utilizando cebola, os resultados da análise de crescimento apresentaram diferença somente no inverno (p<0,05) e o índice mitótico apresentou diferenças entre os resultados de primavera e verão. Neste estudo, foi comprovado a citoxicidade das águas do Arroio nos locais e períodos amostrados, onde a alface apresentou maior sensibilidade e as análises de crescimento e o índice mitótico apresentaram maior variação.


Palavras-chave


Allium cepa L.; Bioindicadores; Lactuca sativa L.; Teste de germinação; Sazonalidade

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p19

Direitos autorais 2012 Cristina Copstein Cuchiara

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.