Comunidade de aves no clube recreativo da SANEAGO em Iporá, Estado de Goiás

Daniel Blamires

Resumo


Estudos com aves em ecossistemas urbanos brasileiros aumentaram nos últimos anos. Porém, abordagens desta natureza são incomuns no Cerrado. Assim, este trabalho inspecionou a estrutura da comunidade de aves no Clube Recreativo da SANEAGO, na malha urbana de Iporá, no centro-oeste goiano. As amostragens foram realizadas semanalmente entre abril de 2009 a março de 2010, totalizando 48 turnos. Registramos um total de 101 espécies, distribuídas em 35 famílias, sendo Tyrannidae a família com maior riqueza. Contudo, o estimador Jacknife1 estimou uma riqueza de 120. A inspeção das categorias tróficas demonstrou um predomínio de espécies onívoras (35,6%), insetívoras (31,6%) e granívoras (10,9%). A análise das categorias de estratificação vertical da vegetação demonstrou um predomínio de espécies arbóreas (R=81) e arbustivas (A=49), tal como esperado para a avifauna predominantemente arborícola do Cerrado. Este estudo demonstrou que o Clube possui uma avifauna rica, sendo assim importante para a manutenção e conservação da avifauna de Iporá.


Palavras-chave


Cerrado; Comunidade; Ecologia urbana; Estado de Goiás

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p195

Direitos autorais 2012 Daniel Blamires

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.