Conhecimento local sobre cactáceas em comunidades rurais na mesorregião do sertão da Paraíba (Nordeste, Brasil)

Camilla Marques de Lucena, Gabriela Maciel da Costa, Rodrigo Ferreira de Sousa, Thamires Kelly Nunes Carvalho, Nayze de Almeida Marreiros, Carlos Antônio Belarmino Alves, Daniel Duarte Pereira, Reinaldo Farias Paiva de Lucena

Resumo


O presente estudo objetivou registrar o conhecimento e uso que os moradores das comunidades rurais de Besouro e Barroquinha no município de Lagoa (Paraíba, Brasil) possuem em relação as cactáceas. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 38 informantes (14 homens e 24 mulheres) em Barroquinha e 14 em Besouro (cinco homens e nove mulheres). Os cactos citados foram organizados em categorias de uso. Identificaram-se cinco espécies nas duas comunidades: Cereus jamacaru DC., Melocactus sp., Pilosocereus chrysostele (Vaupel) Byles & Rowley, Nopalea cochenillifera (L.) Salm-Dyck e Pilosocereus gounellei (F.A.C. Weber) Byles & Rowley. Registraram-se 201 citações de uso em Barroquinha, organizadas em sete categorias e 76 citações em Besouro, organizadas em oito categorias. Em ambas as comunidades, o C. jamacaru foi o mais citado e, quanto à categoria, a forragem foi a que obteve maior relevância nas duas comunidades. O conhecimento sobre as cactáceas mostrou-se semelhante em relação ao sexo dos informantes. Com relação à disseminação do conhecimento, foi constatado o predomínio da transmissão vertical, ou seja, de pais para filhos. As potencialidades de uso das cactáceas nas comunidades Besouro e Barroquinha demonstram sua importância local, devido aos vários usos e categorias aplicadas as espécies.


Palavras-chave


Cactos; Etnobotânica; Transmissão de conhecimento

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p281

Direitos autorais 2012 Camilla Marques de Lucena, Gabriela Maciel da Costa, Rodrigo Ferreira de Sousa, Thamires Kelly Nunes Carvalho, Nayze de Almeida Marreiros, Carlos Antônio Belarmino Alves, Daniel Duarte Pereira, Reinaldo Farias Paiva de Lucena

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.