Levantamento florístico de plantas vasculares espontâneas em ambientes antrópicos no campus da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil

Gustavo Hassemer, Rafael Trevisan

Resumo


Este estudo apresenta um levantamento das espécies de plantas vasculares herbáceas, subarbustivas e trepadeiras, espontâneas em ambientes antrópicos no campus da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Foram inventariadas 271 espécies, em 188 gêneros e 62 famílias. Dessas espécies, 175 (64,58%) são nativas no Brasil, 93 (34,32%) são exóticas e três (1,11%) não tiveram suas origens determinadas. As angiospermas, com 260 espécies, constituíram o grupo mais diversificado no estudo, sendo Asteraceae (48 espécies), Poaceae (38) e Cyperaceae (25) as famílias mais numerosas. Foram pesquisadas informações adicionais para cada espécie levantada, como sua origem geográfica, hábito, tipos de ambiente onde ocorre no campus, e se é ou já foi cultivada na área estudada. Os resultados obtidos foram comparados com outros levantamentos florísticos correlatos, sendo que os índices de similaridade obtidos foram maiores conforme a proximidade geográfica dos locais estudados, porém foram sempre baixos, indicando possíveis diferenças metodológicas entre os estudos. Foi também discutida a questão da origem das seguintes espécies incluídas no levantamento: Rubus rosifolius, Phyllanthus tenellus e Ipomoea cairica. Merece destaque que a espécie Youngia japonica, nativa da Ásia oriental e recentemente introduzida no Brasil, foi a asterácea mais frequente no campus.


Palavras-chave


Ambientes urbanos; Florística; Plantas ruderais

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p75

Direitos autorais 2012 Gustavo Hassemer, Rafael Trevisan

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.