O cultivo da macieira na Itália: porta-enxertos, cultivares, adubação e irrigação

Gustavo Brunetto, Giovambattista Sorrenti, Adamo Domenico Rombolá, Giuseppe Garsea, André Pieri, Duilio Porro, Alcione Miotto, Djalma Eugênio Schmitt, Luciano Colpo Gatiboni

Resumo


A Itália é um dos principais países produtores de maçãs na Europa, destinada principalmente ao consumo in natura no mercado nacional e internacional. A produção e a qualidade dos frutos é dependente da cultivar, do porta-enxerto e das práticas de manejo, como a adubação e a irrigação adotado no pomar. Esta revisão tem por objetivo reportar as principais cultivares e porta-enxertos de macieira e o manejo da adubação e irrigação e suas atualizações em pomares de macieira da Itália. Os programas de melhoramento genético nesse país envolveram a seleção de cultivares e porta-enxertos de macieira que permitem a obtenção de altas produtividades e frutos de qualidade exigida pelo mercado consumidor. No manejo da adubação e irrigação, os nutrientes e a água têm sido fornecidos em quantidades próximas a real necessidade das plantas, proporcionando nutrição adequada, produção satisfatória e frutos de boa qualidade, além de evitar, sempre que possível, as perdas de nutrientes e água no ambiente.

 


Palavras-chave


Malus domestica; Nutrição mineral; Qualidade de fruto

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n4p121

Direitos autorais 2012 Gustavo Brunetto, Giovambattista Sorrenti, Adamo Domenico Rombolá, Giuseppe Garsea, André Pieri, Duilio Porro, Alcione Miotto, Djalma Eugênio Schmitt, Luciano Colpo Gatiboni

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.