Borboletas frugívoras da Mata Atlântica no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, Santa Catarina, Brasil

Autores

  • Gabriela Corso Universidade Federal de Santa Catarina
  • Malva Isabel Medina Hernández Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n4p139

Palavras-chave:

Ecologia, Floresta Ombrófila Densa, Lepidoptera, Lista de espécies, Nymphalidae

Resumo

As borboletas frugívoras são utilizadas em estudos ecológicos comparativos seguindo protocolos de amostragem padronizados, pois são facilmente coletadas por armadilhas com iscas de atração alimentar. Tal característica, aliada ao fato de suas populações responderem frente a variações no hábitat, as tornam boas indicadoras biológicas. Este estudo objetivou elaborar uma lista de espécies e apresentar características ecológicas e morfológicas das borboletas frugívoras encontradas em áreas de Mata Atlântica no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, Santa Catarina, auxiliando no conhecimento deste grupo de borboletas para a região. Foram realizadas seis campanhas ao longo de um ano (novembro de 2009 a agosto de 2010), utilizando-se 25 armadilhas de atração em cada uma, que permaneceram ativas durante dez dias e foram revisadas a cada dois dias para reposição de isca e coleta dos indivíduos. Foram capturados 331 indivíduos de 20 espécies, pertencentes a três subfamílias: Biblidinae, Charaxinae e Satyrinae. O estudo acrescentou onze novas espécies à lista já existente para a Mata Atlântica de Santa Catarina.



Biografia do Autor

Gabriela Corso, Universidade Federal de Santa Catarina

Laboratório de Ecologia Terrestre Animal - Departamento de Ecologia e Zoologia - Centro de Ciências Biológicas

Malva Isabel Medina Hernández, Universidade Federal de Santa Catarina

Laboratório de Ecologia Terrestre Animal - Departamento de Ecologia e Zoologia - Centro de Ciências Biológicas

Downloads

Publicado

2012-09-05

Edição

Seção

Artigos