Alelopatia de espécies vegetais com importância farmacêutica para espécies cultivadas

Grasielle Soares Gusman, Licielo Romero Vieira, Silvane Vestena

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar possíveis efeitos alelopáticos de extratos aquosos foliares de Baccharis dracunculifolia DC., Pilocarpus pennatifolius Lem., Cyperus rotundus L., Morus rubra L., Casearia sylvestris Sw. e Plectranthus barbatus Andr. sobre a germinação e o crescimento inicial de Lactuca sativa L., Brassica oleracea L. cv. capitata, B. oleracea L. cv. italica, B. pekinenses L., B. campestris L., Lycopersicum esculentum Miller e Eruca sativa L. Para obtenção dos extratos aquosos foram utilizadas folhas previamente secas na concentração de 1g.10mL-1, diluída em seis soluções (10, 30, 50, 70, 90 e 100%) e comparadas com o controle, água destilada, com cinco repetições de 10 sementes para todas as espécies olerícolas. Os extratos aquosos de todas as espécies evidenciaram potencialidades alelopáticas sobre a germinação das sementes, o índice de velocidade de germinação e o crescimento inicial da parte aérea e do sistema radicular das hortaliças. Os extratos aquosos de C. rotundus e P. barbatus exerceram menores e maiores efeitos alelopáticos, respectivamente, e a estrutura vegetal mais afetada pelos extratos foi a raiz primária. Os resultados indicam a existência de potencial alelopático das espécies testadas, sendo necessários cuidados quando se cultiva hortaliças com elas.

 


Palavras-chave


Alelopatia; Crescimento inicial; Germinação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n4p37

Direitos autorais 2012 Grasielle Soares Gusman, Licielo Romero Vieira, Silvane Vestena

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.