Artérias mesentéricas cranial e caudal da paca (Cuniculus paca, L. 1766)

Autores

  • Isabela Cristina de Souza Marques Universidade Estadual Paulista UNESP
  • Sergio Pinter Garcia Filho Universidade Estadual Paulista UNESP
  • Leandro Luis Martins Universidade Estadual Paulista UNESP
  • Leonardo Martins Leal Universidade Estadual Paulista UNESP
  • Ana Carolina Gonçalves dos Reis Universidade Estadual Paulista UNESP
  • Marcia Rita Fernandes Machado Universidade Estadual Paulista UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n1p165

Palavras-chave:

Artéria mesentérica caudal, Artéria mesentérica cranial, Paca, Ramificações

Resumo

A paca (Cuniculus paca, Linnaeus, 1766) é um roedor de porte médio, que embora pertença à fauna brasileira, poucas são as informações sobre sua morfologia na literatura especializada. Nesse sentido, objetivou-se descrever a origem e as ramificações de suas artérias mesentéricas cranial e caudal no intuito de contribuir com estudos de anatomia comparativa. Foram utilizados dez animais, entre machos e fêmeas, que após o óbito, tiveram sua parede torácica rebatida entre a quarta e a sexta costelas, para a exposição da aorta torácica, a qual foi canulada no sentido caudal e procedeu-se a injeção de solução de neoprene do tipo látex, corado convenientemente, para o preenchimento de todo o sistema arterial. Estas preparações foram fixadas em solução aquosa de formol a 10% por período superior à 72h; em seguida, as peças foram dissecadas e as artérias mesentéricas cranial e caudal identificadas. A artéria mesentérica cranial se originava da aorta abdominal, caudalmente à artéria celíaca, emitindo os seguintes ramos arteriais: pancreaticoduodenal caudal, pancreáticos, jejunais, íleocólicos e cecais. A origem da artéria mesentérica caudal ocorria próximo ao final da aorta abdominal, e este vaso emitia a artéria cólica esquerda e a artéria retal cranial, da qual partiam as artérias sigmóideas. Constatou-se que houve pouca variação no padrão de ramificação das artérias em relação aos referidos roedores e mamíferos domésticos.

 

Downloads

Publicado

2012-10-25

Edição

Seção

Artigos