Ocorrência e caracterização histológica de marsúpios de Diplodon expansus (Küster, 1856) (Mollusca, Bivalve, Hyriidae) no rio Piraquara, Paraná, Brasil

Ana Aparecida Nogueira Meyer

Resumo


Em bivalves límnicos da família Hyriidae, as brânquias apresentam, além das funções de trocas gasosas e alimentação, importante função no ciclo reprodutivo. As brânquias sofrem modificações, originando uma estrutura especializada, o marsúpio, no qual ocorre o desenvolvimento de larvas denominadas gloquídios. O objetivo deste estudo foi determinar a ocorrência e as características morfológicas dos marsúpios de Diplodon expansus. Foram realizadas seis coletas bimestrais entre maio de 2007 e maio de 2008, no rio Piraquara, com captura de 180 espécimes com tamanho superior a 25mm. O comprimento total das conchas foi medido para determinação das frequências de classes de tamanhos. Com base em características morfológicas pré-determinadas, os marsúpios foram classificados em estágio I e II. Fragmentos teciduais de marsúpios e massa visceral foram submetidos a processamento histológico de rotina e incluídos em parafina. Foram registradas nove classes de comprimento, com intervalo de 3mm, e a classe modal variou de 50 a 53mm. Marsúpios em estágios I e II foram observados em 86% das fêmeas. As observações histológicas indicam que marsúpios são estruturas permanentes em fêmeas maduras e que a população de D. expansus possui uma estratégia de reprodução contínua, com picos de liberação de gloquídios. 

 


Palavras-chave


Brânquias; Histologia; Reprodução

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n1p97

Direitos autorais 2013 Ana Aparecida Nogueira Meyer

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.