Variação espaço-temporal do ictioplâncton em praias estuarinas da Baía da Babitonga, Santa Catarina, Brasil

José Maria Souza-Conceicao, Henry Louis Spach, Micheli Duarte de Paula Costa, Daliana Bordin

Resumo


No Brasil, as praias estuarinas são muito pouco estudadas em relação ao ictioplâncton. Nesse contexto, de agosto de 2005 a julho de 2006, foram realizadas coletas mensais, com uma rede de plâncton cônica, com 200 micrômetros de abertura de malha e 40cm de diâmetro da boca, em sete praias estuarinas no setor polihalino da baía da Babitonga, Santa Catarina. Em cada praia foram obtidos dados relativos a temperatura, salinidade, oxigênio dissolvido, pH, clorofila a, e biovolume zooplanctônico. No total foram coletados 54.384 ovos de peixes e 10.576 larvas de peixes, com abundância média geral de 3.114 ovos.100m-3 e 607 larvas.100m-3. Maior abundância de ovos ocorreu de outubro a março e maior abundância de larvas ocorreu de outubro a dezembro e entre fevereiro e abril. Entre as praias, nas intermediárias foi registrada maior abundância de ovos e nas mais externas (mais próximas da barra) foi registrada maior abundância de larvas. Ocorreu o predomínio de larvas das famílias Haemulidae, Engraulidae, Gobiidae, Sciaenidae, Blenniidae, Carangidae e Sparidae, a maioria presentes no período mais quente do ano. A análise das variáveis da coluna d’água, clorofila a, biovolume zooplanctônico e ictioplâncton revelou baixas correlações nos hábitats rasos estudados.




Palavras-chave


Abundância; Estuário; Larvas de peixes; Ovos de peixes; Sul do Brasil

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n2p129

Direitos autorais 2013 José Maria Souza-Conceicao, Henry Louis Spach, Micheli Duarte de Paula Costa, Daliana Bordin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.