Plano de manejo comunitário de jacarés na várzea do baixo rio Amazonas,Santarém – PA, Brasil

Autores

  • RAFAEL SÁ LEITÃO BARBOZA INSTITUTO DE PESQUISA AMBIENTAL DA AMAZÔNIA - IPAM
  • GEORGE HENRIQUE REBÊLO Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA
  • Juarez Carlos Brito Pezzuti Universidade Federal do Pará, no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA-UFPA)
  • Roberta Sá Leitão Barboza Universidade Federal do Amapá - UNIFAP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n2p215

Palavras-chave:

Amazônia, Jacarés, Manejo comunitário, Várzea

Resumo

As iniciativas de organização comunitária na várzea do baixo Amazonas apoiadas por acordos de pesca e planos de uso foram elaboradas para o ordenamento do uso dos recursos associados à melhoria da qualidade de vida local. Após diagnóstico participativo envolvendo pesquisadores, extensionistas e comunitários da várzea foram identificadas demandas locais para manejo de fauna na região. Contudo, foram iniciadas atividades com a capacitação de moradores para a realização de contagem de jacarés em 14 comunidades na região do Tapará e Aritapera, com aulas sobre biologia e ecologia de jacarés e manejo de fauna na natureza. Como resultado, foi elaborado, na comunidade Água Preta, um plano de manejo informal de base comunitária para controle e produção de jacarés. O projeto foi elaborado fora de unidade de conservação de uso sustentável, sujeito às normas de outras unidades territoriais de manejo, apoiado em sistemas de co-manejo previamente existentes, porém, com grandes empecilhos para ser implementado.



Biografia do Autor

RAFAEL SÁ LEITÃO BARBOZA, INSTITUTO DE PESQUISA AMBIENTAL DA AMAZÔNIA - IPAM

Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade de Pernambuco (2004), Mestre em Desenvolvimento de Processos Ambientais pela Universidade católica de Pernambuco (2007). Possui experiência em ecologia, microbiologia do solo e herpetofauna aquática.

GEORGE HENRIQUE REBÊLO, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA

Bacharel em CIENCIAS BIOLÓGICAS na Universidade de Brasília (1979), mestre em Ecologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (1991) e doutorado em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Pós-doutorado em Wageningen University (2011). Pesquisador e Professor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA. Possui experiência em Ecologia, com foco em ecologia aplicada, atuando nas seguintes áreas: Amazônia, Crocodylia, Testudines, Uso de recursos e Ecologia humana.

Juarez Carlos Brito Pezzuti, Universidade Federal do Pará, no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA-UFPA)

Biólogo pela Universidade Estadual de Campinas UNICAMP, mestre pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA, Ecologia) e doutor pela UNICAMP (Ecologia). Atualmente sou professor da Universidade Federal do Pará, no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA-UFPA), leciona e orienta alunos de mestrado e doutorado nos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSDTU/NAEA) em Zoologia (PPGZool/UFPA-MPEG) e em Ecologia Aquática e Pesca (PPGEAP/UFPA). Atua em ecologia, etnoecologia e manejo de fauna, com ênfase em répteis aquáticos.

Roberta Sá Leitão Barboza, Universidade Federal do Amapá - UNIFAP

possui graduação em Licenciatura Plena Em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Pernambuco (2003), especializacao em Gestao de Ambientes Costeiros e Tropicais(2004) pela Universidade Federal de Pernambuco, Mestrado em Biologia Ambiental pela Universidade Federal do Pará (2006). Atualmente é professora do curso de Ciências Ambientais da Universidade Federal do Amapá e doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Ecologia Aquática e Pesca pela Universidade Federal do Pará. Desenvolve pesquisas com comunidades quilombolas e pescadores artesanais da Amazônia. Tem experiência na área de Ecologia Humana atuando principalmente nos seguintes temas: Conhecimento Local Ecologico, Gestão Participativa de Recursos Naturais, Socio-economia Pesqueira, Etnobiologia, Quelonios Aquáticos, Conservacao e Manejo da Fauna Amazonica.

Downloads

Publicado

2013-02-14

Edição

Seção

Artigos