Descrição do plexo braquial do cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas (Atelocynus microtis - Sclater, 1882): relato de caso

Luane Lopes Pinheiro, Érika Renata Branco, Damazio Campos de Souza, Ana Carla Barros de Souza, Luiza Corrêa Pereira, Ana Rita de Lima

Resumo


O cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas (Atelocynus microtis) é uma das espécies mais raras de Canídeos Sul-americanos. Com o objetivo de descrever a morfologia deste animal e engrandecer o estudo da neuroanatomia comparada, estudou-se a composição anatômica do plexo braquial de um exemplar, fêmea, proveniente de Paragominas-PA doado após morte por atropelamento ao Laboratório de Pesquisa Morfológica Animal (LaPMA), da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). O animal foi fixado em solução aquosa de formaldeído 10% e posteriormente realizou-se dissecação bilateral da origem do plexo braquial. No A. microtis o plexo braquial é derivado dos ramos ventrais dos três últimos nervos espinhais cervicais e do primeiro nervo espinhal torácico (C6-T1). Os nervos derivados do plexo braquial com suas respectivas origens foram: n. supraescapular (C6 e C7), n. subescapular (C6), n. musculocutâneo (C6 e C7), n. axilar (C6 e C7), n. radial (C7 e C8), n. mediano (C7, C8 e T1), n. ulnar (C8 e T1), n. toracodorsal (C8 e T1), nn. peitorais craniais (C7, C8 e T1) e peitorais caudais (C8 e T1). O plexo braquial do A. microtis assemelhou-se ao descrito para o cão doméstico em relação à origem do segmento inicial e final, apresentando diferenças quanto à composição de alguns nervos.


Palavras-chave


Anatomia; Atelocynus microtis; Plexo braquial

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n3p203

Direitos autorais 2013 Luane Lopes Pinheiro, Érika Renata Branco, Damazio Campos de Souza, Ana Carla Barros de Souza, Luiza Corrêa Pereira, Ana Rita de Lima

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.