Regime de inundação e a regeneração arbórea em duas áreas florestais na planície alagável do alto Rio Paraná

Marcos Paulo da Cruz, João Batista Campos

Resumo


Foi realizado um estudo em dois fragmentos florestais (RF- remanescente florestal; e FL- floresta de 57 anos) na planície de inundação do alto Rio Paraná para testar a influência do regime de inundação sobre a estrutura e composição do estrato de regeneração arbóreo. O levantamento foi realizado com os indivíduos arbóreos agrupados em duas classes de tamanho: classe I, < 10 cm altura, e classe II, > 10 cm de altura e circunferência à altura do peito < 15 cm. A área amostral foi de 2.400 m2 em cada um dos fragmentos, divida em 24 parcelas contíguas de 10 m x 10 m. Foi obtido também, o tempo de inundação ao qual esteve submetido cada parcela ao longo dos últimos quatro anos. O número de indivíduos por classes de tamanho foi comparado entre as áreas amostrais através de análise de variância, do mesmo modo, testou-se a similaridade florística por meio de DCA, associação das espécies com o tempo de inundação foi realizada através de testes de correlação. Um total de 30 espécies foi encontrado nas duas áreas, com um maior número de indivíduos e de espécies para a classe II nos dois ambientes. O RF apresentou um menor tempo de inundação, sendo constituído predominantemente por espécies que se mostraram negativamente correlacionadas com o tempo de inundação. Já na FL, ocorreram espécies correlacionadas positivamente ao tempo de inundação aos quais as parcelas foram submetidas. Dessa forma, o regime de inundação diferenciado entre ambientes, gera uma heterogeneidade ambiental que contribui para o incremento da diversidade de espécies, haja vista, que essa força seletiva pode influenciar no estabelecimento de plântulas e na sua passagem para maiores classes de tamanho.

 


Palavras-chave


Classes de tamanho; Cota altimétrica; Estrutura da comunidade; Florestas ribeirinhas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n3p71

Direitos autorais 2013 Marcos Paulo da Cruz, João Batista Campos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.