Fenologia reprodutiva de Syagrus romanzoffiana (Cham.) Glassman (Arecaceae) em Floresta Atlântica no sul do Brasil

Autores

  • Romualdo Morelatto Begnini Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fernanda Ribeiro da Silva Universidade Federal de Santa Catarina
  • Tânia Tarabini Castellani Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n4p53

Palavras-chave:

Floração, Frutificação, Intensidade reprodutiva, Palmeira, Variáveis climáticas

Resumo

Este estudo avaliou a fenologia reprodutiva de Syagrus romanzoffiana em área de vegetação secundária de Floresta Atlântica no Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. As avaliações foram feitas a cada 30 dias, em 39 palmeiras reprodutivas, de junho de 2006 a julho de 2008. Dois eventos de floração foram registrados, um de novembro de 2006 a fevereiro de 2007 e outro de outubro de 2007 a março de 2008, com maior intensidade em dezembro de 2006 (média±dp) (0,38±0,63 inflorescências/planta) e janeiro de 2008 (0,59±0,55). A frutificação foi contínua, com frutos verdes presentes em todos os 26 meses e maior intensidade em março de 2008 (1,64±1,11 infrutescências/planta). Os frutos maduros estiveram presentes de forma descontínua, podendo ocorrer entre março e novembro, com as maiores intensidades em julho de 2006 (0,56±0,50) e em julho de 2008 (0,51±0,51). As médias mensais de inflorescências e de infrutescências maduras por planta apresentaram correlações significativas com o fotoperíodo, a precipitação e a temperatura dos meses correntes do período de estudo. Syagrus romanzoffiana apresentou variações na intensidade reprodutiva entre 2006 e 2008, com períodos de maior e de menor intensidade.

Biografia do Autor

Romualdo Morelatto Begnini, Universidade Federal de Santa Catarina

Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Santa Catarina.

Fernanda Ribeiro da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Santa Catarina.

Tânia Tarabini Castellani, Universidade Federal de Santa Catarina

Departamento de Ecologia e Zoologia, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2013-08-05

Edição

Seção

Artigos