Variação temporal na abundância de espécies de aves aquáticas em uma lagoa costeira do Norte Fluminense, sudeste do Brasil

Davi Castro Tavares, Salvatore Siciliano

Resumo


Este estudo avaliou a influência de diferentes regimes de precipitação em flutuações numéricas de aves aquáticas na Lagoa da Ribeira, Quissamã, norte fluminense, Brasil. Contagens de aves foram conduzidas mensalmente entre agosto de 2008 e julho de 2009, totalizando 12 visitas. Dados de precipitação pluviométrica foram obtidos na estação meteorológica automática mais próxima. Um total de 50 espécies foi classificado em seis grupos funcionais. A riqueza e abundância de aves foram maiores durante o período seco (maio/agosto). O coeficiente linear de Spearman entre a abundância de aves e a precipitação mensal foi -0,77 (P = 0,003). Da mesma forma, houve correlação negativa significativa entre valores de precipitação e a abundância de grupos de aves vasculhadoras, mergulhadoras e catadoras. O modelo de predição exponencial foi o mais adequado aos dados (R² = 0,53), com coeficiente de correlação entre valores de abundância previstos e os observados, igual a 0,76 (P = 0,006). O modelo obtido prediz considerável declínio no número total de aves em meses com precipitação superior a 100 mm na Lagoa da Ribeira.


Palavras-chave


Abundância de aves; Lagoa da Ribeira; Precipitação pluviométrica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n1p121

Direitos autorais 2014 Davi Castro Tavares, Salvatore Siciliano

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.