Diversidade de Piperaceae em um remanescente de Floresta Atlântica na região serrana do Espírito Santo, Brasil

Autores

  • Valderes Bento Sarnaglia Junior Jardim Botânico do Rio de Janeiro
  • Glória Maria Martins Bermudez Universidade Federal do Espírito Santo
  • Elsie Franklin Guimarães Jardim Botânico do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n1p49

Palavras-chave:

Flora do Espírito Santo, Peperomia, Piper

Resumo

Piperaceae possui 450 espécies no Brasil, ocorrendo em todo o país e com maior riqueza de espécies na Floresta Atlântica e Amazônia. Existe uma carência de pesquisas sobre Piperaceae do estado do Espírito Santo, de modo que este estudo apresenta um tratamento florístico para a família em um fragmento de floresta ombrófila densa em Limoeiro de Santo Antonio (19º56’40”S e 40º49’50”O), municipalidade de Itarana-ES. Dez espécies estão representadas na localidade, agrupadas nos gêneros Peperomia Ruiz & Pav. (uma espécie) e Piper L. (nove espécies), para as quais foi confeccionada uma chave de identificação; elas são descritas, comentadas e ilustradas por meio de fotografias.

Biografia do Autor

Valderes Bento Sarnaglia Junior, Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas pela UFES, 2010 e 2011, respectivamente.

Ingressou no mestrado do PPG em Botânica do JBRJ em 2012.

Trabalha com Taxonomia Vegetal.

Glória Maria Martins Bermudez, Universidade Federal do Espírito Santo

Ingressou no curso de ciências Biológicas da UFES em 2009.

Elsie Franklin Guimarães, Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Unidade de Botanica Sistematica. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1C.

Pesquisadora na área de Taxonomia Vegetal

Downloads

Publicado

2013-11-26

Edição

Seção

Artigos