Influência dos processos de recuperação do solo após mineração de carvão sobre a mesofauna edáfica em Lauro Müller, Santa Catarina, Brasil

Luís Carlos Iuñes Oliveira Filho, Dilmar Baretta, Julio Cesar Pires Santos

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n2p69

A degradação do solo devido às atividades antrópicas reduz a densidade e diversidade da fauna edáfica, além de influenciar no processo de decomposição da matéria orgânica. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da recuperação do solo após a mineração de carvão sobre os grupos da fauna edáfica ao longo do tempo, usando a mata como controle na região de Lauro Müller-SC. Foram utilizadas três áreas antropizadas, duas que passaram por processo de construção do solo após a mineração de carvão (Mina A3 e Mina A5), uma de campo naturalizado e mata nativa usada como controle. A fauna do solo foi coletada utilizando-se um cilindro metálico de 17 cm de diâmetro, com profundidade de 5 cm, e a extração realizada pelo método de Berlese modificado, seguido da identificação dos organismos. A densidade e a riqueza de grupos foram submetidas à análise de variância. Também se realizou uma análise multivariada dos dados para diferenciação das áreas por meio da análise de curva de resposta principal (PRC). No total foram encontrados 19 táxons, sendo que Acari, Collembola e Formicidae apresentaram as maiores densidades. A PRC evidenciou diferenças entre a mata nativa e pelo menos uma das áreas estudadas em todas as épocas.


Palavras-chave


Análise multivariada; Bioindicadores; Fauna edáfica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n2p69

Direitos autorais 2014 Luís Carlos Iuñes Oliveira Filho, Dilmar Baretta, Julio Cesar Pires Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.