Influência de variáveis ambientais sobre a densidade de plântulas arbustivas e arbóreas em Floresta de Terra Firme na Amazônia Central

Randolpho Gonçalves Dias-Terceiro, Gabriela Marques Peixoto, Tainá Sherlakyann Alves Pessoa, Eudécio Carvalho Neco

Resumo


Esta pesquisa teve por objetivo avaliar a influência da luminosidade e da distância de igarapé sobre a densidade de plântulas em floresta de terra firme na Amazônia Central. Foram instaladas vinte parcelas, onde medimos a porcentagem de abertura de dossel e a distância do igarapé, além de contar o número de plântulas. Foi feita uma regressão linear da abertura de dossel com a densidade de plântulas e uma ANOVA da densidade de plântulas em função da distância do igarapé. Foi registrado um total de 229 indivíduos de plântulas (densidade de plântulas = 11 plantas/m2). Dentre as variáveis ambientais aferidas, somente abertura de dossel influenciou positivamente a densidade de plântulas. Uma pequena amplitude no aumento da luminosidade pode ocasionar um acréscimo na densidade de plântulas. A densidade de plântulas não diferiu em relação à distância do igarapé, devido à baixa competitividade e adaptações das espécies que ocorrem em áreas alagadas.


Palavras-chave


Distância de igarapé; Luminosidade; Plântula

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n3p191

Direitos autorais 2014 Randolpho Gonçalves Dias-Terceiro, Gabriela Marques Peixoto, Tainá Sherlakyann Alves Pessoa, Eudécio Carvalho Neco

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.