Descrição histológica do pulmão de Caracara plancus (Miller, 1777) (Falconiformes, Falconidae) e Ardea alba (Linnaeus, 1758) (Pelecaniformes, Ardeidae)

Bianca da Silva Salmon Pompeu, Verônica Clemente Villar Martini, Luís Gustavo Oliveira Picorelli, Jeferson Rocha Pires, Bruno Murilo da Silva Freitas, Jonathas da Cruz Farias

Resumo


Os estudos histológicos em aves silvestres ainda são incipientes, levando em consideração a grande diversidade de espécies e a dificuldade de obter material para análise. Em virtude dessa escassez, objetivou-se descrever a morfologia microscópica do pulmão de duas aves silvestres terrestres. Para tanto, foi utilizado um exemplar de Ardea alba Linnaeus, 1758 (garça-branca) e um exemplar de Caracara plancus Miller, 1777 (gavião caracará), que foram levados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) da Universidade Estácio de Sá (UNESA), em Vargem Pequena-RJ, por membros da sociedade civil e órgãos de cuidado e proteção do governo; entretanto, não resistiram às lesões e vieram a óbito de maneira natural. Os animais foram dissecados e seus pulmões foram fixados em solução aquosa de formaldeído a 10%, para aplicação da técnica histológica de rotina, revelando estrutura diferenciada do órgão com um padrão de ramificação bronquial composto por mesobrônquio, brônquio secundário e parabrônquio, bem como pela ausência de alvéolos pulmonares clássicos, cuja função é desempenhada pelos capilares aéreos. Os resultados apontam a semelhança microscópica com aves domésticas e confirmam a complexa arquitetura para amplificar a troca gasosa.


Palavras-chave


Aves silvestres; Garça-branca; Gavião caracará; Histologia; Pulmão

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n4p101

Direitos autorais 2014 Bianca da Silva Salmon Pompeu, Verônica Clemente Villar Martini, Luís Gustavo Oliveira Picorelli, Jeferson Rocha Pires, Bruno Murilo da Silva Freitas, Jonathas da Cruz Farias

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.