Origem do plexo lombossacral em Galea spixii (Wagler, 1831) (Rodentia, Caviidae)

Gleidson Benevides Oliveira, Márcio Nogueira Rodrigues, Rejane dos Santos Sousa, Carlos Eduardo Bezerra de Moura, Maria Angélica Miglino, Moacir Franco de Oliveira

Resumo


O preá silvestre é um roedor pertencente à família Caviidae presente na região semiárida do Nordeste do Brasil. Foram utilizados 20 preás que vieram a óbito por causas naturais, obtidos no Centro de Multiplicação de Animais Silvestres (CEMAS) da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Os animais foram fixados em solução aquosa de formaldeído a 10% e, após 48 h, foram dissecados para visualização do plexo. As relações topográficas do plexo lombossacral foram agrupadas em tabelas e, posteriormente, submetidas a análises estatísticas (teste do qui-quadrado com correção de Yates). O plexo lombossacral originou-se das raízes ventrais dos três últimos nervos lombares e dos três primeiros nervos sacrais, correspondendo a 65% dos animais estudados (L5L6L7S1S2S3). Originam-se do plexo os nervos: femoral, obturatório, isquiático, glúteo cranial, glúteo caudal e pudendo.


Palavras-chave


Anatomia; Nervos; Preá; Roedor; Sistema nervoso

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n4p107

Direitos autorais 2014 Gleidson Benevides Oliveira, Márcio Nogueira Rodrigues, Rejane dos Santos Sousa, Carlos Eduardo Bezerra de Moura, Maria Angélica Miglino, Moacir Franco de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.