Comparação dos métodos de parcelas e pontos-quadrantes para descrever uma comunidade lenhosa de Cerrado Típico

Firmino Cardoso Pereira, Eddie Lenza, Leonardo Maracahipes-Santos, Henrique Augusto Mews, Letícia Gomes, Stefany Lorrayny Lima, Kelyane Silva Melo Santos

Resumo


Este artigo avalia a eficiência dos métodos de parcelas de área fixa (PA) e pontos quadrantes (QD) na descrição de uma comunidade lenhosa de Cerrado Típico. Utilizamos 10 PA e 140 QD, distribuídos em cinco transeções. Comparamos a densidade de indivíduos, a composição florística, a riqueza de famílias, gêneros e espécies e a estrutura vertical e horizontal da vegetação. O método de PA foi mais eficiente para amostrar densidade de indivíduos. O método de QD foi mais eficiente na caracterização da riqueza de espécies, da estrutura vertical da vegetação e do registro de espécies com baixa abundância. A composição de famílias, gêneros e espécies, bem como as espécies com maior índice de valor de importância na comunidade foram determinadas de maneira semelhante pelos dois métodos. Os métodos comparados são complementares. Sugerimos que o uso de PA, de QD ou de ambos os métodos pode ser direcionado ao parâmetro vegetacional investigado.


Palavras-chave


Descrição da vegetação; Eficiência amostral; Fitossociologia; Savana

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n2p61

Direitos autorais 2015 Firmino Cardoso Pereira, Eddie Lenza, Leonardo Maracahipes-Santos, Henrique Augusto Mews, Letícia Gomes, Stefany Lorrayny Lima, Kelyane Silva Melo Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.