Predação de sementes por insetos em três espécies simpátricas de Copaifera L. (Fabaceae)

Isana Martins do Santos, Jorge Antonio Silva Costa, Cristiana Barros do Nascimento Costa, Daniela Cristina Calado

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar a taxa de predação nas sementes e comparar o comprimento, largura e massa dos frutos de Copaifera sabulicola J. Costa & L.P. Queiroz, Copaifera luetzelburgii Harms e Copaifera depilis Dwyer, bem como identificar os insetos predadores de sementes. Para as análises, foram amostrados 900 frutos maduros para cada espécie de Copaifera, totalizando 2.700 frutos coletados de 90 plantas no município de Barreiras – BA. A maior largura e comprimento de frutos foram observados em C. sabulicola. Das 2.700 sementes analisadas, 46% eram sadias, 41,85% foram danificadas por insetos e 12,14% não eram sadias. A maior taxa de predação foi observada em C. depilis (52,88%) e C. luetzelburgii (46,33%). O coeficiente de correlação entre a taxa de predação e os dados de biometria não foram significativos. Um total de 1.802 exemplares de Insecta foi encontrado associado aos frutos de Copaifera. A ordem Coleoptera apresentou maior abundância e dois gêneros dessa ordem foram identificados, Rhinochenus brevicollis Chevrolat, 1871 (Curculionidae) e Apion sp. Herbst, 1797 (Brentidae). Larvas de Lepidoptera também foram detectadas alimentando-se dos frutos.


Palavras-chave


Apion sp.; Cerrado; Interação animal-planta; Predadores de sementes; Rhinochenus brevicollis

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n2p87

Direitos autorais 2015 Isana Martins do Santos, Jorge Antonio Silva Costa, Cristiana Barros do Nascimento Costa, Daniela Cristina Calado

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.