Paraspidodera uncinata (Nematoda, Lauroiinae) como parasita de Cavia magna e Cavia aperea (Rodentia, Caviidae) no Sul do Brasil

Ana Gabriela da Silva Rocha, Moisés Gallas, Eliane Fraga da Silveira, Eduardo Périco

Resumo


Das cinco espécies de preás registradas para o Brasil, quatro (Cavia fulgida, C. porcellus, C. aperea e C. magna) já foram registradas como hospedeiras de Paraspidodera uncinata. Os roedores C. magna e C. aperea são mamíferos pequenos, de hábitos terrestres, que ocorrem da região Sul do Brasil ao leste do Uruguai. Preás coletadas e doadas foram necropsiados para análise de endoparasitos e os nematoides encontrados foram identificados como P. uncinata. Os microhábitats dessa espécie foram os intestinos delgado e grosso em C. magna e o intestino grosso em C. aperea. As prevalências de P. uncinata nos diferentes hospedeiros foram 60% (C. magna; n = 5) e 14% (C. aperea; n = 7). O registro de P. uncinata em diferentes espécies de preás permite inferir que o modo de forrageio é semelhante nas diferentes localidades onde ocorrem no Sul do Brasil, pois, possivelmente, a infecção dos hospedeiros ocorreu através da ingestão de vegetais com ovos de P. uncinata. Este trabalho contribui com o conhecimento sobre a helmintofauna de C. magna e C. aperea, no Sul do Brasil.

 


Palavras-chave


Helmintofauna; Nematoides; Preá; Região Neotropical; Taxonomia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n2p97

Direitos autorais 2015 Ana Gabriela da Silva Rocha, Moisés Gallas, Eliane Fraga da Silveira, Eduardo Périco

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.