Mamíferos de médio e grande porte de remanescentes de Floresta Estacional Decidual no Parque Estadual Fritz Plaumann e em áreas adjacentes, Sul do Brasil

Autores

  • Carla Deonisia Hendges Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Carlos Henrique Salvador Caipora Cooperativa para Conservação da Natureza, Florianópolis – SC, Brasil
  • Murilo Anzanello Nichele Equipe Co-Gestora do Parque Estadual Fritz Plaumann – ECOPEF.

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p121

Palavras-chave:

Mastofauna, Mata Atlântica, Santa Catarina, Unidade de Conservação

Resumo

As florestas estacionais são um dos ecossistemas mais ameaçados do bioma Mata Atlântica, com poucas áreas protegidas e escasso conhecimento faunístico. Visando contribuir com dados de ocorrência, distribuição e conservação de mamíferos, este estudo teve por objetivos fornecer uma lista de espécies de mamíferos de médio e grande porte do Parque Estadual Fritz Plaumann e de áreas adjacentes e identificar as principais ameaças à mastofauna nessas localidades. Com 741 ha, o parque é a única área protegida desse ecossistema no estado de Santa Catarina. Em 2007, 2010 e 2012, foram realizadas amostragens por observação direta e indireta, armadilhas fotográficas e entrevistas. Foram registradas 23 espécies, o que representou 42% do total de mamíferos terrestres de médio e grande porte conhecidos para o território catarinense. Seis espécies enquadraram-se em algum nível de ameaça na lista vermelha estadual ou nacional. Mesmo com tamanho reduzido, esse parque é um dos maiores fragmentos florestais dessa região e um refúgio para muitas espécies em meio a uma matriz sob intensa pressão antrópica (p. ex., presença de espécies exóticas, caça). As áreas adjacentes ao parque também demonstram importância para a conservação de mamíferos e futuras estratégias devem envolver, sempre que possível, a região como um todo.

 

Biografia do Autor

Carla Deonisia Hendges, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Graduação em Ciências Biológicas na Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ). Mestrado em Ciências Ambientais pela UNOCHAPECÓ. Atualmente é doutoranda do Programa de Pós Graduação em Biodiversidade Animal e bolsista da CAPES.

Carlos Henrique Salvador, Caipora Cooperativa para Conservação da Natureza, Florianópolis – SC, Brasil

Biólogo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2003 e mestre em 2006 e doutor em 2012 em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atua como consultor e pesquisador desde 2002 nas áreas de levantamento, monitoramento e manejo de fauna, gestão de Unidade de Conservação, pesquisa e educação ambiental. Tem especialidade no grupo dos mamíferos (mastofauna) e experiências em organizações do setor de energia, transporte e florestal. As principais atividades foram em licenciamento ambiental. Prestação de serviço semelhantes foram realizados também para instituições públicas como Ministério Público, ICMBio, FATMA e IBAMA. Desde 2002 é cooperado da Caipora Cooperativa, onde assumiu cargos de diretoria, administrativo e coordenação de projetos. É membro fundador e presidente do Instituto Javali Brasil (IJB) desde 2011.

Murilo Anzanello Nichele, Equipe Co-Gestora do Parque Estadual Fritz Plaumann – ECOPEF.

Biólogo pela Universidade da Região do Contestado (UnC). Presidente da Equipe Co-Gestora do Parque Estadual Fritz Plaumann.

Downloads

Publicado

2015-04-13

Edição

Seção

Artigos