Novas espécies de Monostylis Tulasne (Podostemaceae) para a região Amazônica

Autores

  • Aldalea Sprada Tavares Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rafael Trevisan Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fernando Alves Ferreira Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p15

Palavras-chave:

Macrófitas aquáticas, Malpighiales, Reófita, Taxonomia

Resumo

Monostylis Tulasne (Podostemaceae) era um gênero até então monospecífico, contando apenas com M. capillacea Tulasne. No entanto, no decorrer de expedições de campo e análise de amostras provenientes da região Amazônica identificamos três novas espécies para o gênero, Monostylis aripuanensis, M. goeldiana e M. paraensis. O presente trabalho traz descrições morfológicas detalhadas, ilustrações, dados sobre o habitat, comentários taxonômicos comparativos e uma chave dicotômica para distinção entre as espécies.

Biografia do Autor

Aldalea Sprada Tavares, Universidade Federal de Santa Catarina

Departamento de Botânica.

Atua em sistemática de Plantas vasculares, principalmente da família Podostemaceae.

Rafael Trevisan, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), Mestrado (2005) e Doutorado (2009) em Botânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Botânica da UFSC. É professor orientador no Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal  da UFSC. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Angiospermas e filogenia de Cyperaceae, atuando principalmente nos seguintes temas: florística, vegetação dos campos do Brasil subtropical, Cyperaceae, Poaceae.

Fernando Alves Ferreira, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mestrado em Botânica pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), doutor pelo Programa de Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais NUPELIA/UEM. E recentemente é bolsista Pós-Doutorado (PNPD-CAPES), vinculado a UFMS e participa ativamente em projetos no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INAU). Tem experiência na área de Ecologia Vegetal, com ênfase em Fitossociologia, atuando principalmente nos seguintes temas: ecologia, florística, sistemática e banco de diásporos de macrófitas aquáticas.

Downloads

Publicado

2015-06-11

Edição

Seção

Artigos