Descrição cariotípica de duas espécies do gênero Akodon (Rodentia, Sigmodontinae) no norte do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Autores

  • Caroline Badzinski Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus de Cerro Largo
  • Daniel Galiano Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Bruno Busnello Kubiak Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Cassiano Estevan Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Erechim
  • Jorge Reppold Marinho Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Erechim

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p187

Palavras-chave:

Cariótipo, Cricetidae, Floresta com araucária, Pequenos mamíferos

Resumo

Entre os roedores sigmodontíneos, o gênero Akodon é o segundo mais especioso, atualmente, com cerca de 45 espécies reconhecidas. No estado do Rio Grande do Sul são registradas cinco espécies para o gênero. Este artigo apresenta dados sobre a distribuição de espécies do gênero Akodon na porção norte do estado do Rio Grande do Sul, bem como uma descrição dos cariótipos das espécies dessa região. Foram amostradas seis localidades no período de agosto de 2008 a maio de 2010. Um total de 44 exemplares foram submetidos à análise citogenética, sendo identificadas duas espécies (Akodon montensis e Akodon paranaensis). O cariótipo de A. montensis foi 2n = 24, NF = 44 e o de A. paranaensis 2n = 44, NF = 46. Os dados referentes à abundância e distribuição dessas espécies corroboram o padrão descrito em outros estudos com a comunidade de roedores da região norte do estado, onde as espécies de Akodon são apontadas como dominantes. O fato de apenas A. montensis e A. paranaensis terem sido capturadas é um indício de que essas duas espécies são as únicas com ocorrência confirmada para a região norte deste estado.

Biografia do Autor

Caroline Badzinski, Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus de Cerro Largo

Departamento de Ciências Biológicas

Daniel Galiano, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Departamento de Zoologia, Programa de Pós-graduação em Biologia Animal

Bruno Busnello Kubiak, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Departamento de Zoologia, Programa de Pós-graduação em Biologia Animal

Cassiano Estevan, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Erechim

Departamento de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia

Jorge Reppold Marinho, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Erechim

Departamento de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia

Publicado

2015-05-13

Edição

Seção

Comunicações Breves