Transferibilidade de primers heterólogos e acesso ao polimorfismo de loci microssatélites em maracujazeiro-do-sono (Passiflora setacea DC)

Douglas de Almeida Pereira, Fernanda Amato Gaiotto, Ronan Xavier Corrêa, Antonio Carlos de Oliveira

Resumo


Pares de primers que acessam loci microssatélites, inicialmente construídos a partir do genoma de Passiflora edulis Sims flavicarpa e P. alata, foram testados quanto à sua capacidade de acessar loci microssatélites em indivíduos de maracujazeiro-do-sono (P. setacea). Sete dos trinta e um pares de primers testados foram capazes de acessar polimorfismo de DNA no genoma dessa espécie silvestre de Passiflora, ao avaliar seis populações naturais, localizadas em área de transição entre os biomas Caatinga e Cerrado, no estado da Bahia. O número de alelos/loci foi baixo, oscilando de um a quatro. A heterozigosidade média observada por locus em todas as populações variou de 0,13 a 0,40. Houve transferência dos pares de primers microssatélites heterólogos do gênero Passiflora para maracujazeiro-do-sono, constituindo um novo conjunto de primers que acessam locus codominante aleatório nessa espécie, útil para fins de conservação e pré-melhoramento do maracujazeiro-do-sono.


Palavras-chave


Diversidade genética; Maracujazeiro-do-sono; Simple sequence repeat; Transferibilidade

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p51

Direitos autorais 2015 Douglas de Almeida Pereira, Fernanda Amato Gaiotto, Ronan Xavier Corrêa, Antonio Carlos de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.