Atividade repelente de extratos de Cnidoscolus phyllacanthus Mart. e Ricinus communis L. sobre o comportamento de oviposição de Aedes aegypti L

Autores

  • Lafayette Pereira Candido University Federal of São Carlos, São Carlos-SP, Brazil.
  • Eduardo Barbosa Beserra State University of Paraiba, Campina Grande-PB, Brazil.

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n4p105

Palavras-chave:

Comportamento de oviposição, Dengue, Extratos de plantas, Vetor

Resumo

Fêmeas de Aedes aegypti põem seus ovos em qualquer lugar úmido e com acúmulo de água. Métodos alternativos com potencial de repelência à oviposição de insetos reduz a infestação contribuindo para controlar epidemias. Avaliou-se a inluência de extratos de Cnidoscolus phyllacanthus e Ricinus communis sobre o comportamento de oviposição de A. aegypti. A repelência a oviposição foi avaliada a partir das concentrações letais CL50 e CL90 obtidas no teste com larvas deste vetor após 24 horas de exposição. O teste de preferência para oviposição de A. aegypti foi baseado em duas situações: teste de múltipla escolha e teste sem chance de escolha. Os resultados do Índice de Atividade de Oviposição (IAO) para o teste de múltipla escolha, para ambos R. communis e C. phyllacanthus, foram negativos. A CL90 de R. communis e C. phyllacanthus apresentaram atividade repelente de oviposição, sendo confirmado pelo IAO = -1. Diferença significativa entre as médias dos tratamentos foi verificado no teste com escolha tanto para R. communis quanto para C. phyllacanthus. No teste sem chance de escolha, os mosquitos ovipositaram independente do tipo de substrato. A partir dos valores de IAO, todos os produtos apresentaram ação repelente à oviposição de A. aegypti.

Biografia do Autor

Lafayette Pereira Candido, University Federal of São Carlos, São Carlos-SP, Brazil.

Department of Botany, Laboratory of germination and ecophysiology of seeds.

Eduardo Barbosa Beserra, State University of Paraiba, Campina Grande-PB, Brazil.

Entomology Laboratory at the Center for Systematic and Bioecology, Department of Biology.

Publicado

2015-09-23

Edição

Seção

Artigos