Comunidade de vespas sociais (Hymenoptera, Vespidae) em diferentes gradientes altitudinais no sul do estado de Minas Gerais, Brasil

Autores

  • Carlos Humberto Bueno de Albuquerque Instituto Federal do Sul de Minas, Campus Inconfidentes. Praça Tiradentes, 416 - Centro - - CEP 37576-000, Inconfidentes - MG – Brasil http://orcid.org/0000-0001-5697-6289
  • Marcos Magalhães de Souza Instituto Federal do Sul de Minas, Campus Inconfidentes. Praça Tiradentes, 416 - Centro - - CEP 37576-000, Inconfidentes - MG – Brasil http://orcid.org/0000-0003-0415-1714
  • Mateus Aparecido Clemente Departamento de Zoologia - Instituto de Biociências Universidade Estadual Paulista Avenida 24-A, 1515, Bairro Bela Vista - CEP 13506-900 - Rio Claro/SP - Brasil http://orcid.org/0000-0003-4969-1335

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n4p131

Palavras-chave:

Biogeografia, Fragmentos florestais, Insetos, Polistinae

Resumo

Vários estudos descreveram alterações na riqueza e abundancia de grupos de insetos ao longo dos gradientes altitudinais, contudo há poucas informações para as vespas sociais (Hymenoptera, Vespidae). O presente trabalho avaliou a influência da altitude sobre a diversidade desses insetos em fragmentos de florestas estacionais semideciduais em clima tropical de altitude. O estudo foi conduzido em três cotas altimétricas distintas na região sul do estado de Minas Gerais, entre 997 e 2080 m. Foram realizados 24 dias de amostragem durante dez meses por meio de coleta ativa. Foram registradas 34 espécies distribuídas em 11 gêneros, a Cota 01 registrou 27, a Cota 02 registrou 19 espécies e a Cota 03 foram registradas 11 espécies. O gênero mais frequente na área de estudo foi Polybia. O trabalho mostra que em áreas de clima tropical de altitude acima de 1800 m a diversidade diminui consideravelmente, e aumenta o número de espécies que nidificam por enxameamento e constroem ninhos com invólucro protetor.

Biografia do Autor

Carlos Humberto Bueno de Albuquerque, Instituto Federal do Sul de Minas, Campus Inconfidentes. Praça Tiradentes, 416 - Centro - - CEP 37576-000, Inconfidentes - MG – Brasil

Aluno do curso de Ciências Biológicas do  Instituto Federal do Sul de Minas, Campus Inconfidentes

Marcos Magalhães de Souza, Instituto Federal do Sul de Minas, Campus Inconfidentes. Praça Tiradentes, 416 - Centro - - CEP 37576-000, Inconfidentes - MG – Brasil

E professor do Instituto Federal do Sul de Minas, Campus Inconfidentes. Pós-doutor pela UFV. Possui doutorado em Entomologia pela Universidade Federal de Lavras (2010), mestrado em Comportamento e Biologia Animal pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2005), onde também realizou graduação em Ciências Biológicas (2000). Foi professor do pré-vestibular Frei Seráfico (São João del Rei, MG) de 2010 a 2013. Foi biólogo prestador de serviços da empresa HOLCIM S.A.Cimento Barroso. Foi professor de escolas de ensino médio, da Escola Agrotécnica Federal de Barbacena e da UNIPAC. Atuou em educação ambiental pela empresa Holcim e foi consultor do CODEMA no município de Barroso. Coordenou e participou de vários projetos com vespas sociais e libélulas em diferentes ecossistemas em Minas Gerais. Um dos fundadores da empresa Nossa Casa Terra, que presta serviços nas área de Biodiversidade, educação ambiental e pedagógica. Possui diversas publicações em sua área de pesquisa inclusive com exposições culturais de seus trabalhos apoiados pelo Ministério da Cultura. Foi coordenador do curso de Ciências Biológicas do IFsuldeminas, Inconfidentes no ano de 2013, e atualmente é conselheiro suplente do COPAM Sul de Minas. 

Mateus Aparecido Clemente, Departamento de Zoologia - Instituto de Biociências Universidade Estadual Paulista Avenida 24-A, 1515, Bairro Bela Vista - CEP 13506-900 - Rio Claro/SP - Brasil

Durante a graduação desenvolveu projeto de pesquisa na área de parasitologia testando principio ativo de plantas para o controle de diferentes espécies de carrapato. Esse trabalho foi realizado em cooperação com a Embrapa Gado de Leite/JF onde também realizei estágio no Laboratório de parasitologia. Nesta mesma instituição colaborei com as pesquisas do laboratório de comportamento animal na área de ambiência. Fui monitor de fisiologia vegetal e me graduei em 2006 na licenciatura em Ciências Biológicas. Ingressei no mestrado em comportamento animal em 2007 trabalhando com a Diversidade de Vespas Sociais em um Parque Estadual do Interior de Minas Gerais. Conclui o mestrado em 2009 e trabalhei em diferentes escolas da rede municipal, estadual e privada ministrando aulas para ensino fundamental e médio. Em 2011 ingressei no doutorado na Universidade Estadual Paulista em Rio claro, para investigar a diversidade de vespas em diferentes cidades do interior de São Paulo. Fui professor Substituto de parasitologia na Unesp de Rio Claro. Atualmente co-oriento alunos da graduação em Ciências Biológicas em temas relacionados a entomologia

Downloads

Publicado

2015-09-26

Edição

Seção

Artigos