Prevalência de hepatozoonose canina no município de Areia, Paraíba, Brasil

Autores

  • Maria das Graças da Silva Bernardino Mestrando no Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.
  • Maria Vanuza Nunes de Meireles Médica Veterinária pela Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.
  • Edijanio Galdino da Silva Mestrando no Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.
  • Fábio Júnior Rodrigues Xavier Médico Veterinário pela Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.
  • Fabiana Satake Professora Adjunta do Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia, Paraíba.

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2016v29n1p175

Palavras-chave:

Epidemiologia, Hematologia, Hemoparasita, Hepatozoon canis

Resumo

A hepatozoonose canina é uma doença parasitária de caráter debilitante, imunossupressora e de difícil diagnóstico clínico. A prevalência da doença em cães já foi descrita em vários estados brasileiros, todavia na região Nordeste os estudos ainda são escassos. Em virtude disso, o trabalho objetivou determinar a prevalência da hepatozoonose canina no município de Areia, Paraíba, Brasil. Os cães foram examinados clinicamente e foram colhidas amostras de sangue circulante e periférico (ponta de orelha). Das 151 amostras analisadas, 9,3% dos cães foram positivos para Hepatozoon canis, a partir da visualização de gamontes parasitando neutrófilos. O grau de parasitemia variou de leve a intenso. As alterações hematológicas observadas foram diferentes entre os animais, não apresentando padrão de resposta à infecção. A forma subclínica foi observada em 50% dos cães e os demais apresentaram sinais clínicos inespecíficos. Conclui-se que há a ocorrência da hepatozoonose em cães da área urbana do município. Além disso, os cães infectados com H. canis apresentaram alterações hematológicas e sinais clínicos inespecíficos.

Biografia do Autor

Maria das Graças da Silva Bernardino, Mestrando no Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal da Paraíba (2014). Atualmente é mestranda em Ciência Animal pela Universidade Federal da Paraíba, no campus II - Areia. Tem experiência em Patologia Clínica animal, atuando principalmente nos temas: sanidade de peixes e hematologia dos animais de companhia e silvestres.

Maria Vanuza Nunes de Meireles, Médica Veterinária pela Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal da Paraíba (2014) e curso-técnico-profissionalizante pela Escola Agrotécnica Federal de Sousa - PB (2006). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Patologia Animal.

Edijanio Galdino da Silva, Mestrando no Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.

Bacharel em Medicina Veterinária (2014) e Técnico Agrícola Profissionalizante de Nível Médio com habilitação em Agropecuária, pela Universidade Federal da Paraíba (2009). Atualmente é Mestrando em Ciência Animal, pela UFPB.

Fábio Júnior Rodrigues Xavier, Médico Veterinário pela Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, Paraíba.

Licenciado em Matemática pela Universidade Estadual da Bahia - UNEB, em 2010, com experiência na área de Educação Matemática. É graduado em Medicina Veterinária Bacharelado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde participou de estágios, monitoria e Iniciação científica na áreas de Cunicultura, Microbiologia, Doenças Infecciosas e Parasitárias. Atualmente é aluno do Programa de Pós-graduação (Mestrado) em Biometria e Estatística Aplicada pela Universidade Federal Rural do Pernambuco.

Fabiana Satake, Professora Adjunta do Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia, Paraíba.

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1997), mestrado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002) e doutorado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006). Atualmente é professora adjunta I - DE da Universidade Federal da Paraíba, campus II, Areia/PB. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Patologia Clínica Animal, atuando principalmente nos seguintes temas: diagnóstico laboratorial, animais silvestres e hematologia de peixes.

Downloads

Publicado

2016-02-05

Edição

Seção

Comunicações Breves