Análise da diversidade da vegetação herbácea em reservatório no semiárido brasileiro (açude Itans – RN)

Diógenes Félix da Silva Costa, Viviane Regina Rodrigues de Sena, Alisson Medeiros de Oliveira, Renato de Medeiros Rocha

Resumo


As herbáceas representam uma parcela significativa da biodiversidade na Caatinga, distribuindo-se também entorno de reservatórios artificiais sob diferentes hábitos vegetais. O presente trabalho aborda a diversidade e a distribuição espacial da vegetação herbácea na zona de inundação do Açude Itans, reservatório de água localizado na cidade de Caicó (sob clima semiárido), no estado do Rio Grande do Norte. Com o intuito de complementar a análise espacial destes resultados, os dados estatísticos foram armazenados e analisados em um Sistema de Informações Geográficas (SIG), onde foi possível gerar uma série de mapas temáticos sobre a área estudada. Por meio dos nove pontos amostrais dispostos na faixa do ecótono água/solo do reservatório, foram coletados 142 espécimes, identificando-se 44 espécies, com a marcante presença de espécies daninhas e/ou ruderais. A família mais expressiva foi Poaceae, com 37 indivíduos e sete espécies, seguida por Fabaceae, com 31 indivíduos e dez espécies. Cucurbitaceae, Plantaginaceae e Portulacaceae foram as famílias menos representativas. O local de amostragem menos diversificado foi a montante do reservatório, enquanto que próximo ao barramento foi o que apresentou a máxima diferença entre os organismos.


Palavras-chave


Diversidade; Herbáceas; Reservatórios; Semiárido; SIG

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2016v29n1p25

Direitos autorais 2016 Diógenes Félix da Silva Costa, Viviane Regina Rodrigues de Sena, Alisson Medeiros de Oliveira, Renato de Medeiros Rocha

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.